Com muito brilho, Império do Morro fechou desfile da LIESCO em grande estilo

Com muito brilho, Império do Morro fechou desfile da LIESCO em grande estilo

Marcelo Fernandes 25 de fevereiro de 2020

A Império do Morro este ano contou a chegada dos Portugueses ao Brasil e como foi esse primeiro contato com os índios e mostrar todos os países que também vieram junto com os portugueses formando “Os Impérios Brasillis”.

Comissão de frente com 12 integrantes representou a chegada portuguesa ao Brasil. Carro “O paraíso descoberto da terra brasilis’, um império cheio de riquezas, fauna e flora riquíssima defendida pelos índios da cobiça que brilhava nos olhos dos invasores. 

Ala apresentou “Um sonho a desbravar” mostrando o Brasil, país rico, cheio de sonhos que viu os invasores chegarem para desbravar todos esses sonhos.Seguida por alas ‘Ouro descoberto’  e ‘Cortejo da família real’ ( 10 componentes ) – a família real chega ao rio de janeiro em um cortejo com lindas damas. cores: azul, rosa, dourado e branco.

Carro ‘A família real no Brasil’, com carruagem, coroa e Cabral. A família real chegou e se empossou do brasil. Coroa da escola simboliza a família real e sua chegada ao Brasil. Sequência mostrou os Espanhóis  um dos primeiros povos a chegarem ao Brasil.

Primeiro casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira são a força africana e sua cultura trazida pelos escravos nos navios negreiros. Representam a herança africana na cultura brasileira. 

Carro ‘Os negros no Brasil’ retratou a exploração e dominação do litoral africano para realizar o tráfico negreiro. Seguido pela ala ‘Os diabos do povo’ que mostrou um Brasil manchado pela corrupção e a falta de honestidade, o momento atual é retrato da mancha deixada pelos portugueses no passado.  

Alegoria ‘As manifestações de fé no Brasil’ trouxe  sincretismo religioso e a miscigenação cultural, são impressões encontradas nas diversas manifestações por todo Brasil. Ala ‘É festa, é carnaval !’, com a magia do carnaval faz, a mistura da maior manifestação cultural do povo brasileiro, com alegria, emoção e amor. 

Último carro é o ‘Tudo na terra brasilis termina em festa, carnaval e na Império do Morro’. O carnaval se confunde com a mística da cultura brasileira, e em Corumbá o carnaval é um baluarte da cultura, e a Império do Morro, é um bastião do carnaval e da cultura corumbaense.