Corumbá registra 10 casos de Influenza em 2020

Natalia Leal Capille Serra 17 de março de 2020
Corumbá registra 10 casos de Influenza em 2020

A Secretaria Municipal da Saúde já registrou 12 casos de Influenza A este ano, 8 confirmados por exame laboratorial, 2 confirmados por vínculo com pessoas já diagnosticadas e 2 ainda estão sendo investigados.

Sendo 4 pacientes, idosas, que residem no asilo, foi realizado no local quimioprofilaxia nos pacientes acamados, um tratamento para a prevenção de infecção e o médico infectologista do município foi até local. A Vigilância Epidemiológica do município está acompanhando todos os casos.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe (Influenza) começa no dia em 23 de março, para idosos e trabalhadores da área de saúde — que foram priorizados por causa do novo Coronavírus, e termina no dia 22 do mês seguinte. O município está programando a vacinação para os idosos do asilo no logo na primeira semana da campanha.

A transmissão do vírus Influenza, causador da gripe, acontece durante todo o ano, mas no outono e no inverno existe a tendência do aumento. O clima seco predominante no período e as temperaturas mais baixas propiciam maior sobrevida do vírus.

Como medidas preventivas contra a gripe, recomenda-se a higienização frequente das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento; cobrir nariz e a boca com a dobra do braço quando espirrar ou tossir; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos e pratos e deixar os ambientes sempre ventilados.

Confira o calendário de vacinação:

  • 23 de março: início da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. Pessoas com mais de 60 anos e trabalhadores da área da saúde podem tomar a dose.

  • A partir do dia 16 de abril: o público-alvo é ampliado para professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e pacientes com doenças crônicas (hipertensão, diabetes, asma…).

  • A partir do dia 9 de maio: crianças de 6 meses a menores de 6 anos incompletos, pessoas entre 55 e 60 anos incompletos, gestantes, puérperas e indígenas começam a receber a vacina.

  • O Dia D acontecerá no 9 de maio. É um sábado onde postos de saúde e vários outros pontos oferecerão o imunizante para todo o público-alvo, no Brasil inteiro.

A vacinação é feita de forma gradativa para que não cause tumulto nas unidades o que pode provocar confusão e desabastecimento.