Caminhada na área central encerra ações da Semana da Primeira Infância em Corumbá

Renê Marcio Carneiro 12 de dezembro de 2019
Caminhada na área central encerra ações da Semana da Primeira Infância em Corumbá

Caminhada pelas ruas centrais de Corumbá marcou o encerramento da Semana da Primeira Infância na manhã desta quinta-feira, 12 de dezembro.

A iniciativa teve como objetivo chamar a atenção da sociedade para a necessidade de tratar a criança como prioridade absoluta. É necessária por parte de toda a sociedade a defesa dos direitos da criança em todos os seus aspectos de vida: o tratamento durante o pré-natal, o acesso amplo a saúde, a educação, a convivência familiar e social.

Assessora de Políticas Sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social, Adelma Galeano, destacou que a Semana da Primeira Infância, teve como propósito “chamar atenção que as crianças precisam ser cuidadas para que tenhamos adultos sadios. E devem ser cuidadas física e emocionalmente”, disse. “As crianças têm direito à proteção, alimentação, direitos que devem ser garantidos por todo o cidadão”, complementou.

Iniciada em 09 de dezembro, a iniciativa conscientizou famílias e sociedade em geral sobre o quanto é importante cuidar bem, proteger e amar as crianças. “Precisamos conscientizar que nossas crianças precisam se sentir seguras e amadas”, afirmou a secretária Municipal de Assistência Social, Gláucia Fonseca Iunes, na abertura da Semana.

Primeira Infância

Primeira infância é o nome dado aos primeiros anos de vida – em particular os cinco primeiros, de um ser humano – que são marcados por intensos processos de desenvolvimento. É uma fase determinante para a capacidade cognitiva e sociabilidade do indivíduo, pois o cérebro absorve todas as informações, as respostas são rápidas e duradouras.

Segundo especialistas, as crianças nesta fase precisam de oportunidades e estímulos, para que possam desenvolver cada uma de suas aptidões. Estudos demonstram que é durante a primeira infância que o cérebro humano desenvolve a maioria das ligações entre os neurônios. Até os 4 anos de idade, as cerca de 100 bilhões de células cerebrais com as quais uma criança nasce desenvolvem 1 quatrilhão de ligações.

O número é o dobro de conexões que um adulto possui. Aos 4 anos, estima-se que a criança tenha atingido metade do seu potencial intelectual. Levando-se em conta o aspecto legal, a primeira infância compreende o período que abrange os primeiros 6 anos completos ou 72 meses de vida da criança, conforme dispõe o artigo 2º, da Lei nº 13.257, de 2016, que dispõe sobre as políticas públicas para a primeira infância.

**Foto: Gisele Ribeiro/PMC