Após ação de vândalos, Prefeitura interdita acesso à Via Sacra

Após ação de vândalos, Prefeitura interdita acesso à Via Sacra

Rodrigo Nascimento 13 de fevereiro de 2020

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Turismo do Pantanal, interditou nesta quinta-feira, 13 de fevereiro, o acesso ao Morro do Cruzeiro, onde estão instaladas as imagens da Via Sacra e do Cristo Rei do Pantanal.

A medida foi necessária porque, na noite dessa quarta-feira, 12, vândalos depredaram várias imagens que compõe a série das 14 estações que contam a Via Crúcis percorrida por Jesus. As obras são da artista plástica Izulina Xavier, um dos grandes nomes da cultura pantaneira.

Durante todo o dia, dois guardas municipais permanecem no local, um na guarita, ao pé do morro, e outro no Centro de Atendimento ao Turista (CAT), na parte mais alta, e fazem rondas alternadas pela via. Entretanto, a área é de fácil acesso, mesmo quando os portões principais estão fechados, uma vez que a morraria possui diversas trilhas abertas pela população.

O boletim de ocorrência número 912/2020 foi registrado na Polícia Civil, que vai investigar o caso.  No documento, a Fundação de Turismo relata ainda que, na semana anterior, os cabos de energia foram furtados do mesmo local.

Para não prejudicar o atendimento ao público, os fios foram repostos no dia seguinte pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos. A Fundação do Turismo reitera que a preservação do patrimônio histórico e cultural é uma responsabilidade de toda comunidade.

Apesar dos esforços da Administração Pública, a ação dos vândalos só será minimizada com o envolvimento de toda população. Os casos de desrespeito com a história da cidade devem ser comunicados à Polícia.

O Morro ficará interditado durante toda essa quinta-feira, para remoção das estátuas danificadas. O Local deve ser reaberto ao público nesta sexta-feira, dia 14.

Restauração

Por determinação do prefeito Marcelo Iunes, todo o Morro do Cruzeiro será revitalizado pela Prefeitura. O processo está em fase final de licitação. Serão investidos R$ 237.233,52 (duzentos e trinta e sete mil, duzentos e trinta e três reais e cinquenta e dois centavos).

Seguindo todos os requisitos legais e da transparência pública, chegou-se ao valor absoluto do investimento, a partir do levantamento das reais necessidades de intervenção, metragem, serviço, impostos, valores baseados na tabela SINAP, esta que é uma ferramenta pela qual a administração pública federal, estadual e municipal, baseia os valores dos insumos e serviços necessários às obras e serviços de engenharia com utilização de recursos públicos.

O projeto prevê, além de serviços preliminares, a pintura interna e externa das dependências do CAT (Centro de Atendimento ao Turista), reparos diversos (vidros, corrimão, fechaduras, espelhos), recuperação da Via Sacra (restauro e pintura), restauro e pintura do Cristo Rei, instalação hidrossanitária, impermeabilização das lajes do CAT, corredores, banheiros, e lanchonete, reparo de instalações elétricas, substituição de refletores de lâmpadas por led, troca de tomadas e interruptores, aterramento de cabos, recuperação do portão de acesso, instalação de alambrado na subida da Via Sacra e colocação de Guarda Corpo.

Além das intervenções descritas, em um segundo momento, a Fundação de Turismo do Pantanal implantará no equipamento, nova sinalização e programação visual, oferecendo aos visitantes todas as informações necessárias sobre os atrativos disponíveis na localidade.

Um projeto de vídeo monitoramento também está pronto e deverá ser implantado, visando coibir os atos de vandalismo sobre as obras de arte e o patrimônio publico. É importante ressaltar que a responsabilidade de manter os espaços dignos para visitação é de todos os cidadãos.

Relacionados