Prefeito discute reforço no enfrentamento à pandemia com Comissão de Controle Sanitário de MS

O prefeito Marcelo participou de reunião com a Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS-MS) na manhã desta quinta-feira, 06 de agosto. O encontro teve como objetivos avaliar as ações realizadas no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus e definir reforço nas medidas com emprego de uma força-tarefa formada por órgãos do Estado e Município.

Presidente da Comissão de Controle Sanitário, coronel do Corpo de Bombeiros Militar Hugo Djan, elencou os principais pontos trabalhados pela CCS-MS com a finalidade de desenvolver ações de combate sanitário na área de saúde para o enfrentamento da pandemia do covid-19.

Foram abordadas situações referentes às barreiras sanitárias; normas do isolamento social; fiscalização e monitoramento domiciliar de casos positivos; atuação junto aos ribeirinhos; organização de blitz com força-tarefa para evitar aglomerações e desrespeito às medidas de prevenção.

Marcelo Iunes destacou que Corumbá precisa de apoio para reforçar o serviço na barreira sanitária implantada na cidade – no posto fiscal do Lampião Aceso. O Município precisa deslocar servidores para atuação na fiscalização do cumprimento das normas de isolamento e toque de recolher na área urbana e teve de reorganizar o horário funcionamento desse posto.

O prefeito agradeceu a todos os servidores que estão envolvidos no enfrentamento direto ao covid-19 e fez agradecimento especial ao governador Reinaldo Azambuja, que “é um grande aliado e amigo de Corumbá, sendo sempre parceiro do município”. Iunes disse “que toda a Prefeitura está à disposição para realizar ações que beneficiem a população e ajudem a frear o avanço do coronavírus na cidade”.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado em 05 de agosto, Corumbá tem 1.474 casos confirmados de Covid-19. O Município já fez 10.082 testes com 8.571 casos descartados. Há ainda 37 suspeitas. Houve 52 óbitos.

Ações combinadas

Ficou acertado que a CCS vai promover treinamento com servidores – dos mais variados setores da Administração Municipal – para atuação na barreira sanitária. A ideia é que o funcionamento desse serviço aconteça em três turnos diários de seis horas.

“O Estado desmobilizou as barreiras 24 horas, elas funcionam das 06h às 22h que é o período de maior fluxo”, explicou o presidente da Comissão de Controle Sanitário. De acordo com o coronel Hugo Djan, das 31 barreiras sanitárias, 15 são de gestão estadual. As demais são de responsabilidade dos municípios.

Também foi definida uma força-tarefa que, semanalmente, vai realizar blitz para evitar aglomerações e coibir o desrespeito às medidas de prevenção ao novo coronavírus como o cumprimento do toque de recolher, que em Corumbá inicia às 21 horas. O encontro ainda delineou uma atuação padronizada entre os órgãos do Município, Estado e União envolvidos no enfrentamento à pandemia.

Além do secretário Municipal de Saúde, Rogério Leite, também participaram da reunião o secretário Municipal de Governo, Cássio Augusto da Costa Marques; o secretário Municipal de Segurança Pública, José Luiz Aquino; o procurador-geral do Município, Alcindo Cardoso do Valle Júnior; o chefe de Gabinete, Elbio Mendonça; representantes da Vigilância Sanitária; Fiscalização e Postura; 3° Grupamento de Bombeiros Militar; Polícia Militar Ambiental; Polícia Civil; 6° Batalhão de Polícia Militar; Polícia Rodoviária Federal; Guarda Municipal; Agetrat; Exército Brasileiro e Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.

A vinda da CCS a Corumbá, para a reunião, foi solicitação da Secretaria Municipal de Saúde à SEJUSP.