Ampliação de leitos para pacientes com Covid-19 na Santa Casa de Corumbá

Com apoio da Prefeitura de Corumbá, a Santa Casa está trabalhando várias adequações em alguns setores do hospital, tais como: onde funcionava o antigo PAM (Pronto Atendimento Médico) e os setores B-2 e B-7 para aumentar a quantidade de leitos destinados exclusivamente ao tratamento da Covid-19. Ao final da pandemia, esses espaços e todos seus equipamentos ficarão à disposição de todos os usuários do Sistema único de Saúde (SUS).

A previsão inicial era de que as adequações terminassem nesta semana, mas o prazo precisou ser estendido por mais 15 dias em função de reparos nas instalações elétricas e também no piso das unidades, que precisam ser totalmente substituídos e adequados às determinações da Vigilância Sanitária.
“Por causa disso, a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) montada provisoriamente no B-4 para atender exclusivamente os casos do novo Coronavírus costuma aparecer nos boletins estaduais com ocupação próxima de sua capacidade total, uma vez que, não temos disponíveis ainda os leitos clínicos exclusivos para o Covid-19”, explicou o prefeito Marcelo Iunes.

Desde o início da pandemia, a Prefeitura tem se esforçado para frear a disseminação do vírus, e também de prover assistência a todos que precisem de atendimento médico. Também foi realizada a ampliação da capacidade da usina de gases do Hospital e a instalação da rede para atender os setores B-2 e B-7, específicos, clínicos e CTI para o Covid-19, pois a rede não era suficiente para suprir a demanda.
Como explicou o secretário Municipal de Saúde, Rogério Leite: “exclusivos para o Covid-19 tínhamos 10 leitos de UTI, que estavam sendo usados por pacientes que precisavam ou não de respiradores. Enquanto as adequações não são entregues, a Direção da Santa Casa está viabilizando a utilização de parte do Setor B-3 como retaguarda de clínica médica para o coronavírus. Totalizando hoje 20 leitos exclusivos para o Covid-19”.

“Para solucionar essa situação, fizemos uma parceria com o Hospital da Cassems que disponibilizará aproximadamente 20 leitos para transferência de pacientes de clínicas médicas, para que a Santa Casa possa de imediato ampliar a quantidade desses leitos especializados clínicos para o Covid-19 e, desta forma, deixar na UTI do Covid-19 (B-4) somente para os casos mais graves dessa doença”, completou o chefe do Executivo Municipal. A transferência dos pacientes será feita a partir desta sexta-feira e seguirá regras rígidas de manejo.

O diretor-presidente da Junta Interventora que administra a Santa Casa de Corumbá, Eduardo Iunes, detalhou o funcionamento do convênio feito entre o hospital e a Cassems. “A Cassems irá disponibilizar um setor com capacidade de aproximadamente 20 leitos. Vamos levar a clínica médica do B3 para lá e deixar esse espaço da Santa Casa também dedicado aos casos do novo Coronavírus”.

Eduardo lembrou que isso só será necessário enquanto as adequações nos setores B-2 e B-7 não tiverem terminadas. “É um período curto de tempo, de aproximadamente 20 dias”, completou o diretor-presidente da Junta Interventora, lembrando que as alas em readequações estão sendo preparadas para comportar até 28 leitos.

“A princípio vamos montar 18 leitos semi-intensivos no B2, todos com monitores, e 10 leitos de UTI no B7, esses já com ventiladores mecânicos, além do B-4 que já oferece mais 10 leitos e poderá continuar como leitos de retaguarda”, afirmou Eduardo, que anunciou ainda que a Santa está iniciando o processo de compra de mais 10 ventiladores mecânicos que deverão ficar no setor B-2, o qual viabilizará a sua conversão em Unidade de Terapia Intensiva.