Prefeitura vai auxiliar habilitação de beneficiários do auxílio emergencial do Governo Federal

A Prefeitura de Corumbá vai auxiliar na habilitação dos beneficiários que tem direito a receber o auxílio emergencial de R$ 600, pago pelo Governo Federal. O atendimento será realizado no Ginásio Poliesportivo Lucílio de Medeiros, onde funcionários do Município também irão orientar os munícipes sobre esse e outros benefícios.

“Nosso objetivo é facilitar o acesso da população a esse serviço”, explicou o prefeito Marcelo Iunes. “Vamos dar suporte às pessoas para que não haja a mesma aglomeração que aconteceu durante o pagamento da primeira parcela”, completou o prefeito.

O atendimento no Poliesportivo, localizado na rua Porto Carrero, começa nesta quarta-feira, dia 20, é exclusivo para o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial, e é destinado apenas para as pessoas que nasceram nos meses de janeiro e fevereiro.

Quem nasceu em março e abril, deve procurar o Pole no dia 21, quinta-feira; maio e junho no dia 22, sexta-feira; julho e agosto no dia 23, sábado; setembro e outubro no dia 25 de maio, segunda; e novembro e dezembro no dia 26, terça-feira.

“É importante destacar que o pagamento do benefício não será feito no Poliesportivo. Lá apenas vai ser realizada a habilitação do cidadão”, observou o secretário municipal de Governo, Cássio Augusto da Costa Marques.

O secretário de Governo lembrou ainda que os critérios para habilitação e o calendário de pagamento são de total responsabilidade do Governo Federal. “Esse apoio estabelecido pelo prefeito Marcelo Iunes é para evitar que a população aguarde horas nas filas, expostos ao sol e a chuva, e para segurança dos mesmos quanto à exposição à aglomeração”, concluiu.

Bolsa Família

Para as pessoas que recebem o Programa Social Bolsa Família, a segunda parcela do Auxílio Emergencial será pago nesta segunda-feira, 18, para quem tem o NIS terminado em 1 e na terça-feira, dia 2, para quem tem o NIS terminado em 2. Essa sequencia segue até o dia 29 de maio, quando recebem os beneficiários com NIS terminado em 0.

O calendário da segunda parcela também vale apenas para quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril. O governo não informou quando vai pagar a segunda parcela para quem receber a primeira depois desta data.

O auxílio emergencial, também conhecido como coronavoucher, é um benefício instituído no Brasil pela Lei de nº 13.982/2020 que prevê o repasse de 600 reais mensais a trabalhadores informais e de baixa renda, microempreendedores individuais e também contribuintes individuais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O objetivo do auxílio é mitigar os impactos econômicos que serão causados pela pandemia de COVID-19.