Com função semelhante a professores, técnicos escolares tem reajuste de 72%

Com a sanção da Lei Complementar Nº 258, assinada pelo prefeito Marcelo Iunes na quinta-feira, 2 de abril, os técnico de organização escolar II tiveram um reajuste de 72% em seus vencimentos base.

Os técnicos de educação infantil atuam nas creches da Rede Municipal de Ensino (REME) e auxiliam os professores a cuidarem e educarem as crianças de 0 a 5 anos. Com o reenquadramento, o salário base da categoria passou de R$ 1.405,27 para R$ 2.419,11 por mês.

“Viemos agradecer pelo empenho e pelo reconhecimento do prefeito Marcelo (Iunes). Foi uma alegria muito grande essa nossa valorização”, afirmou Deise Paz Pereira, da CEMEI (Centro Municipal de Educação Infantil) Maria Candelária.

“É uma alegria muito grande. Praticamente toda nossa categoria foi chamada no concurso realizado nessa gestão e em tão pouco tempo conseguimos essa vitória muito importante”, comentou Caroline Corrêa.

Deise, Caroline, e as técnicas Juliane Maciel, Glauce de Almeida, Rosangela Cavassa e Lorena Alves visitaram o prefeito Marcelo Iunes na última sexta-feira para agradecerem pelo reenquadramento funcional.

A medida também beneficiou os Técnico de Laboratório; Técnico de Higiene Dental; Técnico de Enfermagem; Técnico de Radiologia; Agente de Fiscalização Sanitária; Técnico de Serviços de Saúde II – Cuidador em Saúde Mental; Técnico de Serviços de Saúde II – Tecnologia da Informação; Técnico de Serviços de Saúde II – Técnico em Segurança no Trabalho; Desenhista Projetista e Fiscal de Posturas.