Com caso confirmado, prefeito reforça importância da população seguir protocolo contra o COVID-19

Após a confirmação laboratorial do primeiro caso do COVID-19 em Corumbá, o prefeito Marcelo Iunes voltou a pedir que a população siga rigorosamente os protocolos estabelecidos pela Secretaria de Saúde – com base nas orientações da Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde – para evitar a proliferação da doença na região.

Juntamente com o secretário municipal de Saúde, Rogério Leite, o chefe do Executivo municipal pontuou todas as ações realizadas pela Prefeitura desde o começo de fevereiro, quando a doença ainda não tinha chegado ao Brasil e explicou os próximos passos a serem adotados pela Administração.

Graças ao planejamento e ao controle do orçamento, o município tem conseguido investir recursos próprios no combate ao novo Coronavírus. Uma unidade semi-intensiva está sendo montada na Santa casa de Corumbá, ampliando a quantidade de leitos e de equipamentos para atenderem casos menos graves.

O pronto-atendimento da UPA será transferido para a UBS da Nova Corumbá, deixando a unidade restrita para os casos do COVID-19. Com isso, serão mais 30 leitos disponíveis na Rede Municipal de Saúde. O prefeito explicou que essas mudanças serão executadas assim que houver necessidade e que a população será informada com antecedência.

Marcelo Iunes ainda solicitou ajuda dos comerciantes para que evitem a aglomeração de consumidores e que protejam seus funcionários com EPIs (equipamentos de proteção Individual). “Estamos buscando o apoio do governo do Estado para que a Polícia Civil e a Polícia Militar atuem com mais rigor em relação ao Toque de Recolher”, prosseguiu.

O prefeito reiterou que o trabalho da Prefeitura segue intenso também em relação à dengue e ao H1N1, demonstrou o trabalho feito pela equipe de Vigilância com as pessoas que tiveram contato com o caso positivo, e agradeceu o empenho dos servidores envolvidos no trabalho, principalmente os da Saúde.

“São pessoas que deixam seus familiares em casa e vão defender a nossa saúde. Em respeito a esses profissionais, pedimos que a população nos ajude. Fique em casa, evite aglomerações e siga as orientações. Esse vírus é altamente contagioso e não existe cura. Por isso temos que prevenir. Dessa forma protegemos todas as pessoas que amamos”, finalizou o prefeito.

Fake News

Questionado sobre a divulgação de informações falsas, principalmente nas redes sociais, o procurador geral do Município, Alcindo Cardoso do Valle, lembrou que essa prática é crime e o autor pode responder criminalmente. Denuncias podem ser feitas pela Ouvidoria municipal.

Com relação ao Toque de Recolher, o procurador lembrou ainda que quem for flagrado infringindo o período de recolhimento, das 20 horas às 5 horas – salvo exceções estabelecidas em Decreto municipal – pode ser enquadrado no artigo 268 do Código Penal.

Segundo o Código Penal, infringir determinação do Poder Público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa pode acarretar detenção de um mês a um ano, além de multa.