Resolvida situação da escola, mães de alunos do Passo do Lontra estão aliviadas

A comunidade da região do Passo do Lontra e adjacências aprovou a implantação, na região do Buraco das Piranhas, na BR-262, da Extensão Passo do Lontra, da Escola Municipal Rural, Luiz Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, do distrito de Albuquerque. A escola funcionava na base da Universidade Federal, mas uma política da instituição fez com que o contrato não pudesse ser renovado.

O local fica a 120 km de Corumbá e há décadas funciona como posto avançado da Polícia Militar Ambiental. Um acordo firmado entre a Prefeitura de Corumbá através da Secretaria Municipal de Educação, e o Governo do Estado, através da PMA, garantiram a divisão e adequação da estrutura para abrigar os estudantes.

“Lá era muito longe. Às vezes tinha aula, às vezes não tinha. Agora é bem mais perto e mesmo que percam o ônibus a gente traz de bicicleta, disse Lucineia Xavier de Oliveira que tem os filhos Odinei de Oliveira Lima, de 10 anos e Vitor de Oliveira Lima, de 15, estudando na extensão. Ela mora em uma propriedade rural às margens da BR 262, a 2 km do Buraco das Piranhas. Anteriormente, além desse percurso, ainda havia mais cerca de 20 km até a base da UFMS.

A maior parte das famílias que vive na região está ligada à pesca, seja como pescadores profissionais, catadores de iscas, funcionários e proprietários de hotéis e pousadas. A região do Passo do Lontra é um polo do turismo de pesca de Corumbá e, embora esteja ligado à cidade de Miranda, pertence a Corumbá e a Prefeitura de Corumbá vem dando toda a assistência necessária para as famílias.

Estrutura e localização da escola agradou as mães (fotos: Clóvis Neto)

“A dificuldade de deixar as crianças na cidade é muito grande. Muitas vezes não encontramos pessoas de confiança para deixar e a gente necessita trabalhar”, disse Tânia Assad Galharte que é proprietária de uma fazenda no Passo do Lontra, bem ao lado da cabeceira da ponte sobre o rio Miranda. “Agora com a escola aqui fica bem melhor porque a gente fica mais confiante. Minha residência fica a sete quilômetros daqui, mas tem o ônibus e nós temos cobrado das autoridades e eles têm suprido as nossas necessidades”, finalizou Tânia que é mãe do pequeno Roberto Pedroso de Barros Neto, estudante da Extensão Paso do Lontra.

Carolina do Nascimento, moradora da região do Trevo Carandazal está aliviada com a inauguração do novo prédio da escola. Agora, o filho dela, Nícolas Xavier do Santos, de 11 anos, vai ter mais facilidade de chegar ao colégio que ficou bem mais perto de casa. “Pra ele aqui vai ser bom, bem melhor, mais perto de casa”, afirmou ela.

Situação difícil era a da dona Keila, que também mora às margens da BR-262, ao lado da dona Maria do Jacaré. O filho dela, Santiago de 12 anos vivia em Miranda, com o tio, um irmão dela. “Agora ele vai vir pra ficar perto de mim. Estou muito feliz”, afirmou Keila, que também já matriculou a filha Clara, de 5 anos na extensão.

A escola vai seguir os moldes da Rede Municipal de Ensino. Os alunos já receberam os uniformes, foram os primeiros da REME a receber o kit escolar e terão um ensino de qualidade. De qualidade também é a merenda que obedece critérios ditados por nutricionistas que instituíram inclusive frutas e peixe no cardápio. “Estamos fazendo aquilo que temos que fazer, garantindo escola de qualidade e aprendizado para as nossas crianças. Isso enriquece a nossa cidade e o nosso povo”, afirmou o prefeito Marcelo Iunes que foi pessoalmente fazer a inauguração da Extensão Passo do Lontra.