Baile no Asilo São José relembra antigos carnavais

Um baile de carnaval realizado na tarde desta quinta feira no Asilo São José, relembrou os antigos avanços das décadas de 1940, 1950, quando muitos dos moradores do local ajudaram a construir a festa popular que hoje é a maior e melhor do centro oeste brasileiro. A inciativa da prefeitura, através da Secretaria Especial de Cidadania e Políticas Públicas, reuniu os mais de setenta idosos do asilo e alguns familiares que aproveitaram para se divertir.

A festa teve música ao vivo com a batuta da Banda de Música Manoel Florêncio e também contou com o grupo da Oficina de Dança que fez apresentação de frevo, um ritmo frenético que envolveu até mesmo quem estava sentado em uma cadeira de roda e não ficou parado. “É o segundo ano que estamos fazendo essa festa para alegrar essas pessoas que não têm como participar do nosso carnaval lá fora”, disse Maria Angélica Amorim, da Secretaria de Cidadania e Políticas Públicas.

A banda fez questão de executar antigas marchinhas dos carnavais do meio do século passado que marcaram época e até hoje são muito tocadas. “Pra nós é uma honra animar o carnaval dos idosos, aqui no Asilo São José, reviver as músicas do passado e dar um pouco mais de alegria para essas pessoas que responsáveis pelo início dessa grande festa”, disse o maestro Kleber de Carvalho Jares.

O frevo também esteve presente no baile dos idosos

“Sou corumbaense e já brinquei muitos carnavais”, sinto saudades dos velhos tempos, mas me divirto hoje da mesma forma que me divertia no passado, disse dona Judite Dias, de 65 anos que não parou um minuto sequer e dançou todas as músicas que ela conhece desde mocinha. Foi uma tarde de muita alegria e descontração para ela e para os demais idosos que festejaram muito o carnaval deste ano.

Seo Jorge da Silva, de 68 anos, vestiu a camisa do Botafogo, seu time do coração e caiu na folia. “Antigamente eu ia para a avenida, gostava do carnaval e brincava todos os dias. Hoje a gente se diverte aqui”, disse ele de forma alegre e descontraída. O botafoguense não perdeu a oportunidade de dançar com a rainha do carnaval Ingrid de Carvalho Contilho que esteve no baile ao lado do Rei Momo, Keven Santos. Os dois não mediram esforços para fazer os idosos sacudirem ao som das marchinhas.

Para quem vive uma vida de calmaria, tranquilidade e pouca ou quase nenhuma agitação, os moradores do São José suaram a camisa e terminaram a tarde com um sorriso largo no rosto. Foram momentos reais de descontração e alegria que ajudaram a melhorar a autoestima de quem está em um patamar da vida que só precisa de um pouco de atenção e carinho.