Ações de combate a dengue ocorrem mesmo aos finais de semana

As ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti não param nem aos finais de semana, nos dias 8 e 9 de fevereiro, sábado e domingo, a equipe da vigilância em saúde realizou ações no Centro e no Conjunto Habitacional Padre Ernesto Sassida.

No sábado, foi feito um grande mutirão de limpeza no conjunto habitacional, 200 imóveis foram inspecionados, foram retirados mais de 50 toneladas de materiais em desuso que estavam dentro das casas ou descartados inadequadamente em terrenos baldios, para isto foi necessário a utilização de maquinário pesado como caminhão e pá carregadeira, além de bloqueio químico, com aplicação de inseticida por meio de bombas costais, e bloqueio mecânico com a eliminação de focos de recipientes.

No domingo, os agentes foram vistoriar uma região da área central em que há casos confirmados de pessoas com dengue, que cerca de 60 imóveis foram inspecionados, foram encontrados 8 pontos em que havia focos de larvas contaminadas, foram feitas ações de bloqueio.

Ao total mais de 45 servidores, entre agentes de endemias, fiscais da vigilância sanitária e agentes comunitários, foram empregados nas ações.

O Secretário de Saúde, Rogério Leite, explica como está ocorrendo as ações “estamos utilizando todas as estratégias disponíveis, somente este ano foram realizadas mais de 14 mil visitas domiciliares, com bloqueio físico e mecânico; inúmeras ações educativas; uso diário do fumacê; notificação a proprietários de imóveis que contenham foco e mutirão de limpeza aos finais de semana”.

O Prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes convoca a população para apoiar esta causa “todos os agentes do município estão empenhados, mas é fundamental o apoio de toda a população. O poder público faz sua parte e o cidadão faz a dele, é importante que o morador receba o agente municipal e siga suas orientações, assim, unidos, vamos combater o Aedes Aegypti”.

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pelo Governo do Estado, em 05 de fevereiro, em Mato Grosso do Sul, 40 municípios estavam em alta incidência, totalizando mais de 9 mil pessoas notificadas. Em Corumbá até o dia 09 de fevereiro  1.700 pessoas foram notificadas e 121 casos confirmados.