A Pesada e o Bloco Vitória Régia são os grandes campeões do Carnaval de Corumbá 2020

Com o enredo “Jubileu de Ouro: 50 anos da Pesada”, a escola A Pesada contou os principais feitos da agremiação ao longo destas cinco décadas, o que garantiu seu bicampeonato.

O titulo foi confirmado na tarde do dia 26, quarta-feira de cinzas, durante apuração oficial dos blocos e dos desfiles das escolas de samba.

Os jurados avaliaram oito quesitos, enredo; samba-enredo; casal de mestre-sala e porta-bandeira; comissão de frente; bateria; harmonia e evolução; fantasias e alegorias.

A Pesada obteve 157,9 pontos; seguida pela Império do Morro, com 153,6; Mocidade da Nova Corumbá, 152,5; Vila Mamona, 151,5 pontos; Estação Primeira, 151,4; Major Gama, 150,2; Acadêmicos do Pantanal, 149,2 pontos; Imperatriz Corumbaense, 148,6 e Marquês de Sapucaí, 147,4 pontos.

O fundador e presidente da agremiação, Ney Colombo, emocionado relata “nossa escola trabalha com muita organização, comemorar 50 anos com titulo é um fruto muito bom, hoje estou cumprindo uma missão, a gente fica muito emocionado. Procuramos fazer coisas diferentes, não somos os melhores que ninguém, mas temos que sempre inovar, buscar novidades”.

O Presidente da Liesco -Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá, Zezinho Martinez conta “todas as escolas evoluíram, o carnaval cresceu, tudo o que foi planejado aconteceu, ganhou quem merecia, a Pesada e todas as escolas estão de parabéns, apesar da nota de alguns jurados não condizer com a realidade mostrada na passarela, mas como sempre digo nunca se sabe o que se passa na cabeça dos jurados, que são 16 ao todo, de uma empresa especializada de São Paulo”.

Para o Presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, Joilson Cruz é necessário trabalho em equipe para a realização de um evento tão grande, “a cada ano que passa tentamos melhorar cada vez mais, foi um carnaval tranquilo mais uma vez, com a quantidade de pessoas que passa por aqui, todos puderam brincar em segurança, o que significa que o trabalho em equipe é muito forte. Esta é uma festa única no nosso Estado, Corumbá respira o carnaval”.

Presente em todos os desfiles e rodas de samba o Prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes reforça a importância do carnaval para a economia da região, “primeiramente agradeço a população que participou do carnaval, que com ou sem chuva estavam presentes, as escolas de samba, os blocos, os turistas, destaco a importância da parceria com o  Governo do Estado e com a Fundação de Cultura de MS,  e todos os envolvidos que fizeram acontecer, conseguimos alcançar nosso objetivo que era gerar emprego, renda e fomentar a economia local”.

 

Blocos Oficiais

Com cerca de 950 participantes, o campeão dos Blocos Oficiais de Corumbá foi o Vitória Régia com 79,6 pontos; com o enredo “De Mãos Dadas com a Dama do Samba Social: Regina Panovitch”, que desde 2017 é presidente de honra do bloco.

Quatro quesitos foram avaliados, são eles: melodia, evolução, bateria e harmonia. Em segundo lugar ficou o Clube dos Sem com 78,4 pontos e em terceiro, Nação Zumbi, com 78,3 pontos.

Para o Presidente, Ademir da Silva Arruda, é uma grande felicidade, “quando passamos na avenida eu já sabia que íamos ganhar, apesar de ter um “frio na barriga”, foi tudo muito bonito, toda a comunidade participou. A ousadia foi o diferencial, o enredo foi muito forte, homenageamos a Regina que faz um trabalho social muito bonito, mas a alegoria, coreografia, tudo foi importante”.

Para a Presidente da Liga Independente dos Blocos Carnavalescos de Corumbá (LIBLOCC), Ednir de Paulo os blocos precisam resgatar as tradições “os blocos melhoram muito, mas é preciso que voltem a fazer seus papéis do passado e começem os trabalhos com os ensaios e depois o desfile. Prezamos pela qualidade organização, com o apoio da Fundação de Cultura, estamos reformulando os regimentos, estatutos, para promover as mudanças necessárias, que devem entrar em vigor em 2021”.

 

Fotos: Gilson Star