Roda de Conversa marcou o Dia da Visibilidade Trans

No Dia Nacional da Visibilidade Trans, celebrado em 29 de janeiro, a Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Especial de Cidadania e Políticas Públicas/Coordenadoria de Políticas Públicas para LGBT, promoveu um diálogo para tratar as demandas das Politicas Públicas para 2020.

A ação realizada quarta-feira, 29, na sede da secretaria teve como intuito ouvir as demandas da comunidade e procurar formas de promover politicas públicas que atendam essas questões.

Márcio Kalango, coordenador de Políticas Públicas para LGBT, ressaltou que ouvir os pedidos da comunidade é o primeiro passo para criar novos projetos “O que buscamos é entender primeiramente. Estamos fazendo um cadastro para saber quantos LGBT temos na cidade, onde se encontram e qual é a maior necessidade.”

O coordenador ainda ressaltou o trabalho que vem sendo feito na qualificação da mão de obra LGBT, já que um dos maiores problemas da comunidade é a inclusão no mercado de trabalho.

“Realizamos alguns cursos para capacitar a comunidade para a procura do emprego, mas ainda sentimos um certo receio, o medo de ser visto como LGBT e do que isso pode acarretar por conta do preconceito. O Brasil é o país que mais mata Travestis e transexuais, existe muito trabalho a ser feito pra combater essa violência.”

A data

No dia 29 de janeiro de 2004, mulheres transexuais, homens trans e travestis foram a Brasília lançar a campanha “Travesti e Respeito” para promover a cidadania e o respeito entre as pessoas e que mostrasse a relevância de suas ações no Congresso Nacional.

Foi o primeiro ato nacional organizado pelas próprias trans e isso repercutiu muito, de maneira que não só a data é lembrada e celebrada, como diversas manifestações e passeatas aconteceram ano após ano para reafirmar a importância da vida dessas pessoas. Com informações do site M de Mulher.

**Texto: Duany Quidá

**Foto: Clóvis Neto