Prefeito vistoria obras de pavimentação e recapeamento no conjunto Vitória Régia

Na manhã desta sexta-feira, 10 de janeiro, o prefeito Marcelo Iunes acompanhou os trabalhos de pavimentação e recapeamento realizados pela Prefeitura de Corumbá no conjunto Vitória Régia, bairro Cristo Redentor. Só nessa região da cidade, o Executivo municipal está recuperando 14 quadras e pavimentando outras 15.

“É o planejamento de uma gestão que está trabalhando com seriedade, transparência e, principalmente, uma administração humanizada, que busca levar para toda população corumbaense mais dignidade, dar melhores condições de vida para os bairros da cidade. Não estamos trabalhando somente no Centro, como gestões passadas faziam”, afirmou o prefeito.

O chefe do Executivo municipal também conversou com moradores e explicou os motivos que obrigaram a Prefeitura a paralisar a obra por alguns dias. “Foi uma questão judicial que, felizmente, foi vencida e hoje o cronograma segue sendo executado dentro do previsto”, destacou.

Marcelo Iunes anunciou ainda que mais obras de pavimentação asfáltica serão, muito em breve, iniciadas em vários outros bairros de Corumbá. “Estivemos em Brasília no final do ano passado e conseguimos mais R$ 6 milhões só para pavimentações novas, onde serão atendidos os bairros Previsul, Industrial, Guanabara e Guatós”.

“Estamos trabalhando para que todas essas pessoas tenham um bom serviço prestado pela Prefeitura em seu conjunto, em seu bairro”, concluiu o prefeito. As obras no conjunto Vitória Régia estão sendo executadas com recursos do Fonplata.

Fonplata

O Município vai receber um total de 40 milhões de dólares do financiamento disponibilizado pelo Fonplata. Outros US$ 40 milhões, como contrapartida estabelecida pela parceria do Município e do Governo do Estado. Com o empréstimo, será possível o financiamento de soluções para demandas urgentes associadas a deficiências de infraestrutura urbana e socioambiental.

São cinco anos para execução total do projeto. Corumbá terá cinco anos de carência para iniciar o pagamento do financiamento, que deve ser quitado num período de 13 anos. Ao todo, o Município terá 18 anos para pagar o empréstimo de US$ 40 milhões contraído com o Fonplata. São diversas ações voltadas para o desenvolvimento de áreas de recreação e descanso, infraestrutura de vias e drenagem, recuperação do patrimônio histórico e fomento do turismo.