Empossado novo delegado da Alfândega da Receita Federal de Corumbá

O prefeito Marcelo Iunes participou nessa quinta-feira, 05 de dezembro, a cerimônia de posse do novo delegado da Alfândega da Receita Federal de Corumbá, Erivelto M. Torrico Alencar. O evento aconteceu no final da tarde, no auditório do Centro de Convenções, e contou com a presença do superintendente da Receita Federal da 1ª Região Fiscal, Antônio H. Lindemberg.

Em seu discurso, o chefe do Executivo municipal destacou a parceria que existe entre a Receita e a Prefeitura de Corumbá e cobrou mais efetivo para a Alfândega no município. “Solicitamos um estudo para que sejam colocados mais funcionários aqui na Receita Federal e para trazer de volta a Inspetoria para nossa cidade, uma região que conta com uma grande fronteira com a Bolívia e mais de 150 mil habitantes, somando Corumbá, Ladário e a fronteira boliviana”, afirmou.

O prefeito ainda destacou a competência do novo delegado chefe e desejou sucesso em sua missão. “Desejo sucesso ao Erivelton, uma servidor de quem só ouvimos elogios. A Prefeitura tem uma parceria de longa data com a Receita Federal. Somos sempre bem atendidos quando buscamos doações para os CRAS, para a REME e para a população em geral. Temos certeza que essa união está cada vez mais fortalecida”, completou Marcelo Iunes.

Representando a Câmara de Corumbá, o vereador Roberto Façanha também ressaltou a capacidade técnica do novo delegado da Alfândega. “Sabemos que a Receita Federal está em boas mãos. Conhecemos a índole, o caráter e a honestidade do Erivelton e temos certeza que ele realizará um grande trabalho aqui”, pontou o presidente do Legislativo municipal.

O superintendente da Receita Federal da 1ª Região Fiscal foi outro que destacou as qualidades profissionais do novo delegado da Alfândega de Corumbá e observou a importância do trabalho conjunto entre todos os órgãos da Segurança e do Poder Público. “Se não andarmos de mãos dadas e não olharmos para mesma direção, não conseguiremos combater os crimes transfronteiriços”, afirmou.

“A atuação da Receita Federal do Brasil baliza-se pela sua missão institucional de exercer a administração tributária aduaneira com justiça fiscal e respeito ao cidadão e benefícios à sociedade. Na busca desse ideal primamos também em garantir segurança e agilidade ao fluxo internacional de bens, mercadorias e viajantes”, afirmou o novo delegado chefe da Alfândega de Corumbá.

Em seu discurso, Erivelto Torrico Alencar ainda afirmou que o combate ao contrabando, descaminho e sonegação fiscal precisa da parceria de todos os órgãos e da sociedade.

A Receita Federal em Corumbá

A Alfândega de Corumbá foi instalada em 1º de maio de 1861, mas já era mencionada no regulamento aduaneiro de 1860. Em 1863, estava em construção um edifício para sediá-la. Não funcionou de janeiro de 1865 a fevereiro de 1872 por causa da invasão paraguaia, e seu inspetor Joaquim Pires da Silva se tornou prisioneiro dos invasores, falecendo no cativeiro.

Em 1968, foi criada nos moldes atuais a Inspetoria da Receita Federal do Brasil em Corumbá que tem atualmente sob sua jurisdição os municípios de Corumbá e Ladário. Ela atua em uma linha de 300 quilômetros de fronteira, com depósito de mercadorias apreendidas e recintos alfandegados.