Mostra MS apresenta ao público do Fasp produtos regionais de empreendedores da economia criativa

Criatividade, sustentabilidade, diversidade cultural e inovação: todas essas características podem ser encontradas nos produtos desenvolvidos por nossos empreendedores da economia criativa, que foram selecionados por edital e estão participando da Mostra MS durante o 15º Festival América do Sul Pantanal.

Uma das marcas é a Ybá Beleza Natural, desenvolvida por Ana Helena Mattos, que estudou as necessidades de cuidados das mulheres. Os sabonetes em barra, sabonetes líquidos e cremes hidratantes são produzidos com o extrato do barbatimão colhido do assentamento rural em Anastácio. “A casca do barbatimão é colhida de maneira sustentável, porque o que a gente colhe a gente procura devolver pro meio ambiente fazendo o replantio. No assentamento tem uma cadeia de mulheres que colhem o barbatimão e fazemos o extrato para os produtos. O mais importante para nós em participar do Festival é divulgar nosso produto e mostrar o bem-estar que as mulheres podem ter. Aqui participam vários países, então mais pessoas têm oportunidade de conhecer o que produzimos”, diz a funcionária da marca, Whellene Nayara.

Outra ideia desenvolvida em Mato Grosso do Sul com preocupações ambientais é a marca Aguapé, desenvolvida pela engenheira química Virginia Ly Lito. Ela veio de Campo Grande para passar férias no hotel da família em Corumbá e acabou ficando para trabalhar com permacultura e desenvolver a ideia. “Nossos produtos de cuidados naturais são mais que produtos, é uma ideia de como viver de forma mais sustentável. Fazemos oficinas de compostagem, de educação ambiental, de ioga, e comercializamos produtos como perfumes, extratos oleosos e repelentes, todos feitos com ervas que eu mesma planto. Aqui as pessoas precisam se valorizar e conhecer nossa cultura pantaneira. É fundamental estarmos aqui no Festival, porque muita gente não sabe o trabalho que fazemos”.

A coordenadora do pavilhão no Festival, Deise Lima, explica que o espaço é aberto aos empreendedores criativos que trabalham com produtos autorais dentro do propósito da economia criativa. “A economia criativa está crescendo em Mato Grosso do Sul. Criando novas oportunidades para os empreendedores divulgarem seus trabalhos”.

A diretora-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Mara Caseiro, visitou o pavilhão na tarde deste sábado, 16 de novembro: “O momento é importante para os empreendedores mostrarem os produtos, que têm toda a identidade cultural da nossa terra e a criatividade dos empreendedores. E também é uma oportunidade para comercializar, e quem sabe, mandar a produção para outros Estados, porque aqui temos muitos turistas. Buscamos a valorização do que é produzido na nossa terra, agregando valor ao produto. Ainda dá tempo de conferir todas essas belezas e levar para casa o que temos de produção da economia criativa no pavilhão do Festival”.

Realizado com investimento público da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e patrocínio da Energisa, Vale, Caixa Econômica Federal e Governo Federal, o 15º Festival América do Sul Pantanal (Fasp) acontece entre os dias 14 e 17 de novembro. A programação foi pensada para agradar a todos os gostos. E claro, tudo com entrada franca. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas na nossa página (www.fundacaodecultura.ms.gov.br) ou pelo telefone 3316-9109.

Texto: Fundação de Cultura de MS

Foto: Divulgação/Governo MS