Projetos científicos da REME são apresentados na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Dois trabalhos científicos da Rede Municipal de Ensino (REME) de Corumbá, relacionados à Bioeconomia, representam o Núcleo de Tecnologia Educacional (NTEC) da Secretaria Municipal de Educação na 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), como o tema ‘Bioeconomia: diversidade e riqueza para o desenvolvimento sustentável’, que acontece em Campo Grande. Ambos foram apresentados no 2° Encontro de Tecnologia Educacional de Corumbá (ETEC) realizado em Corumbá no dia 09 deste mês.

O primeiro projeto é o “Bioeconomia: bolsa reciclável”, desenvolvido pela a Escola Municipal Ângela Maria Perez, sob a orientação do professor de apoio ao uso de tecnologia de informação e comunicação (PROATIC), Flavio Mendes Papa e coorientado pelos coordenadores pedagógicos Minira Reis, Cilene Gonçalves e Roberto Cesar.

Desenvolvido com os estudantes da 4ª fase da Educação de Jovens e Adultos (EJA), período noturno, o ‘Bolsa Reciclável’ tem como objetivo estudar o tema sustentabilidade na produção e geração de renda com a reutilização de materiais que tenha o plástico como componente. A iniciativa visa apresentar formas viáveis para reduzir a utilização de sacolas plásticas; confeccionar e comercializar sacolas retornáveis a partir de lona de banner e criar novos hábitos de consumo das sacolas ecológicas.

O resultado alcançado foi a conscientização dos participantes envolvidos diretamente com a utilização das bolsas/sacolas recicláveis (ecológicas); diminuição de uso e descarte inadequado de sacolas plásticas, e a geração de renda para comunidade na qual a unidade escolar está localizada.

Executado na Escola Municipal José Damy de Souza, sob a orientação do professor de apoio ao uso de tecnologia de informação e comunicação (PROATIC), Diego Rodrigues da Silva e coorientação da professora Tânia Regina da Costa Miguel, o projeto “Terrário sustentável: bioeconomia e empreendedorismo na escola” é o segundo representante da REME de Corumbá na 16ª SNCT.

Os alunos daquela escola, sobretudo, os estudantes do 7º ano B, trabalharam o projeto do Terrário com o objetivo de proporcionar a aquisição do conhecimento acerca dos temas que envolvam o meio ambiente, cidadania, bioeconomia e empreendedorismo, desenvolvendo, assim, a construção de atitudes para a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável.

A proposta buscou despertar nos alunos valores e ideias de preservação da natureza e senso de responsabilidade para com as gerações futuras; utilizar as tecnologias como recurso didático para que os alunos produzam histórias em quadrinhos e, de forma lúdica, possam propagar ideias sobre o uso sustentável dos recursos naturais por meio de suas próprias ações e estudar a bioeconomia de forma interdisciplinar e, desta forma, os alunos produzam terrários, e com os princípios do empreendedorismo, possam comercializar e gerar renda.

Como resultado obteve a adoção de cuidados dos estudantes respeito do desperdício e o reaproveitamento de materiais que são descartados indevidamente na natureza. O projeto também buscou instigar o perfil pesquisador dos alunos ao identificar problemáticas existentes na região como o desperdício de materiais que podem ser reciclados e, também, o desemprego ou baixa renda de algumas famílias e possibilitar a complementação da renda familiar. A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que começou no dia 23 deste mês, termina amanhã, 24 de outubro, em Campo Grande.