Workshop de Esporotricose aborda desafios da doença

No dia 27 de agosto a Prefeitura de Corumbá, por intermédio da Secretaria de Saúde realizou o 1° Workshop de Esporotricose, participaram cerca de 250 pessoas, entre médicos, enfermeiros, médicos veterinários, estudantes e ONGs.

 

O curso foi ministrado por profissionais do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas – Fiocruz, Sandro Antonio Pereira, médico veterinário, chefe do Laboratório de Pesquisa Clínica em dermatozoonoses em animas domésticos, e pelo médico e pesquisador de dermatologia infecciosa, Dayvison Francis Saraiva Freitas.

 

Em Corumbá, em 2019, cerca de 220 animais tiveram análise clínica sugestiva para a doença e 16 pessoas realizam o tratamento pelo SUS. “temos que buscar controle e prevenção da doença, estamos de forma pioneira notificando os casos, só assim teremos dados para encontrar a melhor maneira e enfrentar o problema de frente”, contou coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses, Walkíria Arruda.

 

Durante a abertura, o Secretário de Saúde, Rogério Leite, frisou a importância de capacitar os profissionais, “temos que capacitar a rede e estar sempre conversando sobre as doenças que afligem nossa cidade. Os registros de casos de esporotricose aumentaram muito, e temos inúmeros desafios no enfrentamento desta doença, como a posse responsável de gatos, o controle populacional e o tratamento, que muitas vezes não é seguido”.

 

A professora do curso de veterinária da UCDB, de Campo Grande, Magyda Arabia, trouxe uma turma de 44 alunos para participar do evento, “há alguns anos quando falávamos da doença em salde aula era com a abordagem que não era algo preocupante em saúde pública, e hoje vimos que o quadro mudou, temos que estar preparados. O seminário está sendo enriquecedor para a formação deles, vamos atrás da informação, ninguém melhor quem enfrenta o problema para falar”.

 

Participaram do evento representante do Conselho Regional de Medicina Veterinária, da Secretaria de Saúde do Estado, profissionais de Aquidauana e da Bolívia.

O evento teve o apoio do SENAC Corumbá.