Programa Corumbela formaliza parceria para preservação da praça da Urkupiña

O prefeito Marcelo Iunes formalizou, esta semana, a terceira adesão ao Programa Corumbela, projeto regulamento pelo Executivo municipal em janeiro deste ano e que é destinado à adoção de áreas verdes e espaços públicos. A empresa LCV Cidade Branca vai garantir a preservação da Praça Nossa Senhora de Urkupiña, localizada atrás do cemitério Santa Cruz, no bairro Dom Bosco.

 

Proprietário da LCV, Eder Rosa de Campos, destacou a importância da parceria e exaltou a atitude do prefeito Marcelo Iunes. “Aderi ao Programa Corumbela  porque foi uma parceria que o prefeito buscou, nos procurou. O Poder Público tuida de tanta coisa e não nos custa ajudar, colaborar e dar nossa parcela de contribuição”, disse ao afirmar que decidiu se responsabilizar pela preservação da Praça Nossa Senhora da Urkupiña por manter “ligação afetiva” com a região onde está situada e por ser palco de “caminhadas diárias” após encerrar o expediente.

 

A LCV Cidade Branca é especializada em limpeza, conservação e manutenção predial. Sua sede funciona no bairro Aeroporto. Também participaram da assinatura do termo de adesão ao o Programa Corumbela, o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Ricardo Ametlla, e a gerente administrativa da LCV, Juliane da Cruz Arruda.

 

“Ficamos felizes em ver que nossos empresários estão entendendo o objetivo do programa e aderindo à parceria. Demonstram preocupação e compromisso com a cidade e sua população”, declarou o chefe do Executivo corumbaense. É uma atitude boa para todo mundo. O empresário pode divulgar seu serviço, a Prefeitura economiza recursos públicos e a população pode aproveitar espaços mais bonitos e bem cuidados”, avaliou Iunes.

 

Outras quatro empresas têm o termo de adesão ao Programa Corumbela em fase de finalização pela Prefeitura Municipal.


Já aderiram

 

A primeira empresa a aderir ao Corumbela foi a Preserv Construções e Montagens, que já revitalizou e dá manutenção ao Monumento do Sol, localizado na rodovia Ramão Gomez, principal acesso terrestre para a Bolívia.

 

“A empresa está presente em Corumbá há 20 anos, onde atuamos no segmento de serviços eletromecânicos e construções civis industriais, comerciais e residenciais, executando trabalhos nas áreas de mineração, siderurgia, energia, saneamento e naval”, comentou o coordenador técnico do empreendimento, Hélio Fernando Brandão da Silva.

 

Quem também assinou a adesão ao programa foi o empresário Luiz Martins. Ele adotou o Portal de Entrada da cidade. “Queremos, primeiro, mostrar a cidade mais bonita. A entrada da cidade é o ‘bem vindo’ aos nossos visitantes. Segundo, que fui eu quem deu início àquela obra, na época com o prefeito Eder Brambilla. Naquele tempo o município não tinha recursos para executar essa ação e nós a começamos”, afirmou o empresário.

 

“O Portal faz parte do meu trabalho em Corumbá e o hotel tem que dar uma contrapartida à população e criar mais um produto turístico, que é um marco da cidade esse portal de entrada”, completou Luiz Martins.


Programa Corumbela

 

O principal objetivo do Corumbela é promover a integração de esforços e recursos do setor público e do setor privado na busca do desenvolvimento municipal e melhoria da qualidade de vida da comunidade de Corumbá. A iniciativa tem as seguintes modalidades:

 

Adoção com responsabilidade total; adoção com responsabilidade pela manutenção; adoção com responsabilidade pelo reembolso; adoção através do patrocínio de melhorias; e outras modalidades específicas. Não serão permitidas as atividades comerciais, nem tampouco deverá conceder qualquer tipo de uso à entidade adotante, exceto aqueles previstos na Lei.

 

São considerados áreas e bens públicos de adoção as praças, jardins, parques, áreas verdes de uso público, inclusive as rotatórias e canteiros divisores integrados ao sistema viário do Município, os bens destinados à prática esportiva, de lazer, educacional e de cultura pela comunidade, os abrigos para pontos de ônibus, os centros comunitários, bem como quaisquer outros logradouros públicos ou próprios municipais de uso comum da população.

 

O Programa Corumbela estabelece que a entidade ou pessoa jurídica adotante, como compensação à adoção, ficará autorizada, após a assinatura do convênio, a afixar, às suas expensas, na praça e próprios municipais de esporte, educação, cultura e de lazer adotados, um ou mais engenhos de propaganda e publicidade para sua divulgação institucional, realçando a colaboração prestada alusiva ao processo de colaboração com o Poder Executivo Municipal.

 

O Programa de Adoção de Praças, Áreas Verdes será realizado através de contrato ou convênio entre a Secretaria Municipal de Finanças e Gestão e as partes integrantes da parceria, com cláusulas especificas.