III Colóquio Internacional Mulheres de Fronteira reúne lideranças do Brasil e Bolívia

Foi realizado nessa segunda-feira no Comitê Cívico Boliviano, na cidade de Puerto Quijarro, o III Colóquio Internacional “Mulheres da Fronteira: Políticas Públicas, violências baseadas no gênero e estudos sobre feminicídios”.

 

Durante a reunião foi abordado o tema “Mulheres da Fronteira, cenários e epistemologias” com uma apresentação do CODESUL e do MS Fronteiras, que atua no mapeamento e diagnóstico das violências que acometem as mulheres fronteiriças.

 

“O projeto MS Fronteiras, visa à elaboração de políticas públicas, o empoderamento, o empreendedorismo e a superação das desigualdades, pelo fim de todas as formas de violência contra mulheres e meninas”, explicou Giovana Corrêa, Subsecretaria de Políticas Públicas para mulheres do Mato Grosso do Sul.

 

Também foram abordados sobre as políticas públicas para mulheres nacionais da fronteira, violências baseadas no gênero, ações e programas realizadas no Brasil e na Bolívia, feminicídios no Brasil, Bolívia e na fronteira. Ao final foi elaborado o “Plano Mulheres da Fronteira Brasil e Bolívia no CODESUL”.

 

Wânia Alecrim lembrou que a coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres trabalha de forma articulada possibilitando ações pertinentes ao tema violência contra as Mulheres, “empoderamento, acesso as pesquisas existentes, trocas de experiências entre os dois países com o objetivo de coibir, informar e acolher as vítimas respeitando o Decreto n 6.737/12/2009. Sem esquecermos de falar sobre tráfico de mulheres e de meninas, sobre tráfico humano, como uma atividade organizada,  criminosa e muito lucrativa, que viola todos os direitos”.

 

Estiveram presentes representantes do comitê cívico feminino de Santa Cruz de la Sierra, Puerto Quijarro e Puerto Suares, da polícia boliviana FELCV, defensoria de Puerto Quijarro e del Pueblo, o cônsul do Brasil na Bolívia, Armando Pacheco e a deputada federal Kary Mariscal.

 

Da parte brasileira estiveram presentes Manoel Rodrigues o vereadores de corumbá, Delari Maria Bottega Ebeling a vereadora de Ladário, Anne Moraes Fonseca, a juíza Luiza Sá de Figueiredo do Poder Judiciário, Aliane Rita Potrich da UAB (União das Advogadas do Brasil), Creuza Elizabeth da Matta superintendente de políticas públicas para mulher de Ladário, Jane Contu assessora da Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos, e Wânia Alecrim coordenadora de políticas públicas para mulher.  

 

O evento é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Corumbá e de Ladário – Brasil e as prefeituras de Puerto Quijarro e Puerto Suarez – Bolívia, e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul / Campos Pantanal, por intermédio do Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares NEPI-Pantanal – Observatório de Fronteira, Grupo Mulheres de Fronteira.