APAE inaugura Jardim Sensorial para atender alunos e pacientes

A APAE Corumbá agora conta com um Jardim Sensorial. Construído com recursos destinados pelo Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (FMDCA), o espaço foi entregue na tarde da quarta-feira, 26 de junho, durante cerimônia que contou com participação do prefeito Marcelo Iunes.

 

O Jardim Sensorial promove a harmonia com o meio ambiente e serve como uma espécie de terapia. Tem o objetivo de estimular todos os cinco sentidos: visão, tato, olfato, audição e gustação. Dessa forma, é possível interagir e harmonizar com o ambiente.

 

Participando da entrega do espaço, a secretária Municipal de Assistência Social, Gláucia Fonseca dos Santos Iunes, que a iniciativa é “muito importante para os alunos e pacientes” da instituição. “Fará uma diferença imensa na vida das pessoas contempladas com seu uso”, complementou. Os recursos para o jardim foram disponibilizados após apresentação de projeto e assinatura do Termo de Colaboração n° 002/2019 SMAS/FMDCA.

 

Diretor-administrativo da APAE Corumbá, Milton Carlos de Melo, disse que o espaço é terapêutico e multidisciplinar, o que possibilitará o amplo estímulo sensorial aos alunos e pacientes. Melo agradeceu o apoio da Prefeitura e ressaltou que o prefeito Marcelo Iunes está “sempre presente na APAE e, sempre que possível, ajuda e dá apoio às ações da instituição”.

 

“Para nós, é importante trabalhar em apoiar as ações da APAE. Nos empenhamos em ajudar bastante esses jovens e crianças para garantir que tenham uma vida com dignidade e qualidade”, disse o prefeito Marcelo Iunes.


A instituição em Corumbá

 

A APAE de Corumbá completará 48 anos de existência no dia 09 de novembro. A entidade foi fundada em 1971, pelo casal Antônio Pedro de Barros e Odilza Miranda de Barros. Eles perceberam a necessidade de atendimento qualificado devido ao nascimento de um filho.

 

São dois turnos de serviços voltados às pessoas com deficiência intelectual, porém devido aos agraves que a deficiência intelectual gera, causando outras deficiências múltiplas, a instituição acaba por atender pessoas com deficiência intelectual e múltipla.

 

A APAE oferece ainda unidade educacional, com educação infantil, além do ensino fundamental de 1º e 2º anos. Há também o atendimento clínico. São oferecidos tratamentos com psicólogos, fisioterapeutas, dentistas, terapeutas ocupacionais, além de atendimento médico.

 

Atualmente, a Escola Especializada Reino do Amor atende 162 alunos do pré-escolar à qualificação para o mercado de trabalho. O Centro de Especialidades em Reabilitação registra média de 2 mil procedimentos por mês.

 

O objetivo principal da APAE é promover e articular ações de defesa dos direitos das pessoas com deficiência e representar o movimento perante os organismos nacionais e internacionais, para a melhoria da qualidade dos serviços prestados pelas APAEs, na perspectiva da inclusão social de seus usuários. As APAEs têm como principal missão prestar serviços de assistência social no que se diz respeito a melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência, conscientizando cada vez mais a sociedade.