Acadêmicos do Pantanal emociona com homenagem a fundador

A Acadêmicos do Pantanal abriu os desfiles das escolas de samba na noite da segunda-feira, 04 de março. A agremiação apresentou o enredo “Luta e Glória de um Guerreiro chamado Nelson” em que contou a trajetória de vida de Enilde Vital da Costa, mais conhecido como Nelson, pai da carnavalesca Jackelyny Pazzolyny e do presidente, Fernando William da Costa. 

 

Os 700 componentes fizeram uma viagem fantástica pela vida de um  guerreiro; homem simples com muita experiência e incrível história de vida. Foi fundador e presidente da LIESCO (liga independente das escolas de samba de Corumbá) e também um dos presidentes da própria Acadêmicos do Pantanal.

 

A Comissão de Frente trouxe 10 componentes representando ‘Normalista’. Na gíria popular antiga dos marinheiros, eram como chamaram a roupa tradicional que usavam e referência a uma música de Nelson Gonçalves. O carro abre-alas representou os Navios que transportavam carga com objetivo comercial e simbolizou as viagens feitas pelo homenageado. 

 

Suboficial da Marinha, Nelson viajou por inúmeros países e conheceu as mais variadas culturas. Desflle retratou período nas alas Portugal, França, Chipre, Suécia, Iraque, Estados Unidos, Japão, Itália, Holanda, Irã, Espanha e Finlândia.

 

Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira representou a Marinha do Brasil, onde o senhor Nelson viveu parte de sua história. Bateria, com 75 ritmistas, lembrou os Marinheiros.Ala das baianas fez referência às ‘Vendedoras de Guloseimas’, parte da história importante do senhor Nelson ,quando ele começou a trabalhar para ajudar a sua família, vendendo guloseimas na rua.

 

Enredo também fez referências as qualificações ao longo da vida de Nelson que se formou em Matemática, Biologia e Técnico em Enfermagem. Alegoria Rio de Janeiro trouxe a Cidade Maravilhosa, local onde Nelson começou seu amor pelo carnaval. Carro trouxe o símbolo da Marinha.