GRES Império do Morro encerra os desfiles do domingo

A última escola a desfilar na noite deste domingo, 03 de março, é a Grêmio Recreativo Escola de Samba Império do Morro que tem como samba-enredo “Fadel Iunes, O senhor do Império da Justiça”.

 

Segundo o presidente da escola de samba Paulo Cesar de Barros Peredo, o Paulinho Botafogo, a escola vai fazer uma viagem no tempo e passear pela história da Justiça, conhecendo sua origem e seu desenvolvimento dentro da sociedade.

 

“Faremos uma homenagem simbólica a um cidadão de importância impar, para a labuta da justiça no Mato Grosso de Sul, o saudoso Promotor de Justiça Dr. Fadel Tajher Iunes”, disse Paulinho lembrando que “o povo brasileiro sempre clama por uma justiça mais humana, justa e com os olhos abertos contra aqueles que não a promovem ao bem estar de uma JUSTIÇA do povo e para o povo”.

 

O Carnavalesco Kiro Panovicht disse já ter a escola quase toda pronta, “estamos em fase de acabamento e montagem, caprichamos muito nos carros alegóricos, na comissão de frente, deixamos as alas para contar a história do seu Fadel”.

 

FICHA TÉCNICA

 

AGREMIAÇÃO: Grêmio Recreativo Escola de Samba Império do Morro

PRESIDENTE: Paulo Cesar de Barros Peredo (Paulinho Botafogo)

FUNDAÇÃO: 15/08/1958

CORES: Verde e Rosa

QUADRA DE ENSAIOS: Rua Gonçalves Dias (Bar do Botafogo)

ENREDO: Fadel Iunes, O senhor do Império da Justiça.

TOTAL DE ALAS: 21 alas

NÚMERO DE ALEGORIAS: 05 alegorias

COMPONENTES: 1000 componentes

CARNAVALESCO: Kiro Panovicht

AUTORES DO SAMBA ENREDO: Vitor Rafael / Edu Chagas

DIRETOR GERAL DE CARNAVAL: Ubirajara Jr (Professor Bira)

DIRETOR DE HARMONIA: Ubirajara Jr (Professor Bira)

INTERPRETE OFICIAL: Ninho Samba Bom 

INTÉRPRETES AUXILIARES: Cosminho,Zuco,Thiago,Ramona,Cristine

MÚSICOS: Cavaco: Nego do Cavaco, Hugo

                   Violão: Jackson

MESTRE DE BATERIA: Mestre Ninho

TOTAL DE COMPONENTES: 80 componentes

MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA: Juruna e Annie

 

Confira a letra do Samba Enredo

 

FADEL IUNES, O SENHOR DO IMPÉRIO DA JUSTIÇA

Autores: Vitor Rafael / Edu Chagas

 

A justiça começou divina

Com Adão e Eva e o pecado original

Foi olho por olho, dente por dente

No mundo antigo sobrenatural

E através da história, em todos os cantos

Se fez representar

Ergueu a espada

A bem da verdade

És o direito da sociedade

E a luta vai continuar

 

Machado Justiceiro vem da força de Xangô

Me dê Axé, meu pai! Kabecilê kaô!

O povo quer paz, também quer alegria

Na explosão da bateria

 

Nas margens do Paraguai

Nascia um baluarte do direito

Sempre agindo pelo certo

Combatendo o malfeito

Fadel Iunes é exemplo de coragem

Sempre preocupado com o cidadão

Fez do seu oficio uma bandeira

Em defesa do estado e da nação

Surgiu, um sentimento de igualdade

De espalhar cidadania e Justiça Social

Jurista Fadel, procurador da nossa gente

Homem honrado e decente

É o personagem do meu carnaval

 

Império do Morro vai desvendar

Os olhos da Justiça para mostrar

Que a verde e rosa exige respeito

Maior campeã, de fato e de direito