COMAD lança projeto de reinserção social para pacientes do CAPS ad e CAPSi

Vai ser lançado hoje, 22 de fevereiro, o projeto “O sentido da arte como instrumento de superação e reinserção social para os pacientes do CAPS ad e CAPSi de Corumbá-MS”. A iniciativa é uma parceria do COMAD, Ministério Público do Trabalho (MPT), Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) e a Secretaria Municipal de Saúde através da Coordenação do Núcleo de Atenção Psicossocial.

 

Tem como finalidade trabalhar a reinserção social do indivíduo estigmatizado e fragilizado em um processo de construção de novas possibilidades através da Arte nas atividades desenvolvidas no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS ad) e Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil (CAPS i).

 

O objetivo é oportunizar aos pacientes, através da Oficina Terapêutica de pintura em tela, o enfrentamento da dependência química em crianças, adolescentes e adultos. Os recursos necessários para a efetivação do projeto foram viabilizados pelo Ministério Público do Trabalho, por meio do procurador do trabalho Odracir Juares Hecht, que muito tem apoiado as ações deste conselho com o financiamento desse e de outros projetos apresentados.

 

Entre os materiais solicitados para a execução do projeto, e que serão entregues no lançamento, destacam-se telas de pintura, cavaletes, tintas e pincéis. O lançamento e entrega do material será no dia 22 de fevereiro, às 17 horas,na Associação Comercial e Empresarial de Corumbá.

 

O COMAD

 

A Prefeitura Municipal de Corumbá, através do prefeito Marcelo Iunes sancionou a Lei n.º 2.647 de 16 de outubro de 2018, que, entre outras questões, dispõe sobre o desenvolvimento das ações voltadas à prevenção e repressão ao uso de drogas, assim como dos movimentos comunitários organizados e representações das instituições federais, estaduais e municipais existentes no município e dispostas a cooperar com esforço municipal.

 

O Conselho Municipal Antidrogas (COMAD) desde a sua reativação, em outubro 2018, vem buscando trabalhar os cinco eixos da Política Nacional e Estadual sobre Drogas: a prevenção, tratamento, reinserção social, repressão e pesquisa, através de parcerias com instituições que trabalham com o tema, oferecendo cidadania, diminuindo fatores de risco e o enfrentamento ao do uso e abuso de drogas.