No Dia Nacional da Visibilidade Trans, Corumbá lança ‘Projeto Transformadas’

No Dia Nacional da Visibilidade Trans, celebrado em 29 de janeiro, a Prefeitura de Corumbá fez a apresentação do ‘Projeto Transformadas’. O lançamento, no gabinete do prefeito Marcelo Iunes, aconteceu durante café da manhã com representantes da iniciativa privada nesta terça-feira. A iniciativa é desenvolvida pela Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos, por meio da Coordenadoria de Políticas Públicas LGBT.

 

“Com o Projeto Transformadas, buscamos a sensibilização do empresariado de Corumbá, e também de Ladário, a abrirem a porta de suas empresas oferecendo uma oportunidade de trabalho para as travestis, transexuais para que possam entrar no mercado do trabalho. O fato de ser gay ou travesti não impede a inserção no mercado de trabalho. Somos seres humanos e temos  capacidade de trabalhar honestamente e tirar o preconceito que, por ventura, possa existir”, disse Márcio Kalango, coordenador de Políticas Públicas LGBT da Prefeitura de Corumbá.

 

Secretária Especial de Cidadania e Direitos Humanos, a primeira-dama Amanda Balancieri Iunes, ressaltou que a iniciativa da Administração Municipal ao lançar o Projeto Transformadas visa “a conquista efetiva de vagas no mercado de trabalho para a comunidade trans”.

 

O prefeito Marcelo Iunes ressaltou que a iniciativa privada terá papel importante no desenvolvimento da iniciativa. “Contamos com vocês, queremos ver o fim do preconceito em Corumbá. Que os empresários nos ajude nessa missão de inserção no mercado formal de trabalho”, afirmou o chefe do Executivo Municipal.


A data

 

No dia 29 de janeiro de 2004, mulheres transexuais, homens trans e travestis foram a Brasília lançar a campanha “Travesti e Respeito” para promover a cidadania e o respeito entre as pessoas e que mostrasse a relevância de suas ações no Congresso Nacional.

 

Foi o primeiro ato nacional organizado pelas próprias trans e isso repercutiu muito, de maneira que não só a data é lembrada e celebrada, como diversas manifestações e passeatas aconteceram ano após ano para reafirmar a importância da vida dessas pessoas. Com informações do site M de Mulher.