Com quase 500 inscritos, Corrida de Trilha testa resistência dos atletas

A Corrida de Trilha foi a prova mais concorrida do Eco Pantanal Extremo 2018 – Jogos de Aventura. Quase 500 competidores encararam um percurso bastante difícil, composto por ruas de paralelepípedo, picadas, pedras, troncos e muita lama, além de um sol de bateu os 35 graus Celsius na tarde desse sábado, 17 de novembro.

 

Nos 6 quilômetros, o campeão entre os homens foi Fábio Teixeira Resende Queiroz, que veio da Bolívia só para participar da competição. “É a minha primeira vez aqui. Sou atleta de pista, não de rua. Vou confessar que foi muito duro. Sofri, os atletas de Campo Grande que vieram são muito bons. Estive na frente até a escada, quando fiquei. Na parte das pedras cai, perdi o sapato, consegui colocar de volta e encostei neles. A sorte é que no finalzinho tinha uma parte de rua, que consegui chegar neles e vencer”, descreveu o corredor.

 

“Foi uma bela organização, vou voltar no próximo ano e que tudo isso continue”, desejou o atleta, que atualmente mora em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. “Tenho um clube lá, onde temos 50 pessoas. Ano que vem, se tudo der certo, trago eles todos aí”, completou o corredor mais rápido do Eco Pantanal Extremo 2018. Ele completou a prova em 23 minutos e 20 segundos.

 

O segundo colocado nos 6 km foi Lucas Soares do Nascimento, com o tempo de 23 minutos e 39 segundos; o terceiro foi Maicon Gomes, com o tempo de 23 minutos e 50 segundos; Samael Coelho Cavalcante, com 24 segundos e seis segundos, foi o quarto; e Eder Vaz Rodrigues, com o tempo de 24 minutos e 56 segundos, o quinto.

 

Entre as mulheres, a campeã da categoria foi Vilma Pires de Souza. Ela concluiu a prova em 25 minutos e 14 segundos. “Foi muito bom. Adorei participar e espero que aconteça muitas outras vezes. Foi a primeira vez que vim e adorei. É uma prova bastante diferente”, disse a atleta de Birigui – SP, que é corredora profissional.

 

Marleyde Costa foi a segunda colocada com o tempo de 32 minutos e 3 segundos; Natalia Duart a terceira, com 32 minutos e 17 segundos; Tatiane Bergano a quarta com 34 minutos e 13 segundos; e Andreia Mendonça completou o pódio, com o tempo de 34 minutos e 24 segundos.

 

Nos 12 km, a campeã entre as mulheres foi Rosinha da Conceição. Ela fez a prova em 1 hora e 22 segundos. “Foi um percurso bastante difícil. Tive muita dificuldade e fiz um tempo muito alto. Valeu pelo resultado, tenho uma experiência no Pantanal Extremo e é a segunda vez que ganho. Na última eu acabei desistindo”, descreveu.

 

A atleta de Campo Grande também sofreu com a temperatura registrada na cidade nessa tarde de sábado. “Muito calor, demais, cheguei aqui já cambaleando. Mas o pessoal da organização está de parabéns, a prova foi ótima”, concluiu.

 

Nos 12 quilômetros masculino, dois atletas acabaram sendo desclassificados pela coordenação da prova. Os favoritos Vilmar Dias e Leonardo Moraes acabaram confundido o percurso dentro da mata e deixaram de uma passar por um dos pontos de cronometragem. Com isso o campeão foi José Marcio Tezolin. O segundo foi José Carlos Proença Simão, o terceiro Marcos Francisco da Silva, o Baianinho, o quarto John Azeredo e o quinto Nelson Fernandes.