Seminário faz reflexões sobre transtornos mentais relacionados ao trabalho

Com o propósito de refletir sobre os transtornos mentais relacionados ao trabalho e da saúde mental dos servidores da Saúde, da Educação e da Justiça e Segurança Pública do Mato Grosso do Sul, o Seminário de Saúde Mental no Trabalho foi aberto na noite dessa quinta-feira, 4 de outubro, no Centro de Convenções do Pantanal.

 

O prefeito Marcelo Iunes foi representado pelo subsecretário municipal de Saúde, Fábio Lopes Mandu. O evento também contou com a presença da coordenadora estadual do CEREST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), Maria Madalena Xavier de Almeida, e do coordenador do órgão em Corumbá, Alexandre Vasconcelos Cavassa.

 

Após a solenidade de abertura, a procuradora do Trabalho em Três Lagoas e coordenadora regional da Coordenadoria de Meio Ambiente do Trabalho, Cláudia Noriler, palestrou o tema “Trabalho decente e escravo”. Graduada em direito e especialista em Direitos Humanos pela UFGD, a procuradora também é mestranda em Democracia e Cidadania pela UFMS.

 

Nessa sexta-feira, dia 06, a programação acontece ao longo dos períodos matutino e vespertino. Pela manhã acontecem as palestra com o médico Max Dias Corrêa, especialista em traumato-ortopedia, médico do trabalho e perito previdenciário, e uma mesa redonda para apresentação de pesquisas da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

 

A partir das 14 horas será apresentada a palestra “Sofrimento psíquico e adoecimento no trabalho”. Logo depois acontece uma mesa redonda que vai discutir trabalho infantil e consequências psicológicas; depressão; assédio moral e sexual e suicídio. Participarão das discussões a doutora em Educação, Beatriz Xavier Flandoli e a psicóloga Izildinha Netto Bueno Barbosa.