Santa Casa normaliza medicamentos e contrata empresa para manutenção de aparelhos

A Santa Casa de Corumbá agora dispõe de todos os remédios e materiais necessários para o bom atendimento dos pacientes de Corumbá, Ladário e dos bolivianos que necessitam de socorro médico. Nesta semana, a Junta Interventora que administra o principal hospital da região conseguiu regularizar todo o estoque da farmácia e do almoxarifado.

 

Isso só foi possível graças à negociação direta feita entre os integrantes da Junta e fornecedores. Como acontece desde a intervenção determinada pelo Ministério Público Estadual, as diversas dívidas acumuladas pela Santa Casa ao longo dos anos dificultam desde a manutenção de serviços básicos até grandes ações no local.

 

No caso específico dos medicamentos e insumos hospitalares, hoje a Junta só consegue adquirir esses materiais à vista ou, no máximo, para pagamento integral em até 30 dias. E esse crédito só foi possível após muitas negociações e com o compromisso do hospital de quitar os valores atrasados e não deixar que novas demoras de pagamento aconteçam.

 

Paralelamente, a Junta Interventora contratou uma empresa, com capacidade técnica e profissional reconhecidas no cenário nacional, para fazer a manutenção de todo o parque tecnológico da Santa Casa. Até então, os equipamentos só eram consertados depois de apresentarem problemas. Agora, além da parte corretiva, essa empresa especializada também fará a manutenção periódica dos aparelhos.

 

O contrato com essa prestadora de serviço é de 12 meses. “É normal que um hospital tenha um contrato para manutenção, por exemplo, dos respiradores, outro para a autoclave e assim sucessivamente. Aqui conseguimos contratar uma única empresa para fazer tudo isso, o que garantiu uma condição melhor de negociação e economia nos valores”, explicou o diretor administrativo financeiro da Santa Casa, Marcelo Cesar de Arruda Ferreira.

 

“A população pode sim ficar tranquila que o hospital está abastecido. É de conhecimento de todos o momento difícil pelo qual passam as Santas Casas de todo o Brasil, e aqui não é diferente. Estamos buscando todos os credores e, individualmente, buscando condições de assegurar o funcionamento integral à população que tanto precisa. Estamos avançando, mas ainda temos um longo caminho e seguir”, finalizou.

 

Por orientação do prefeito Marcelo Iunes, o Município realiza aportes financeiros além do estabelecido por contrato, para viabilizar melhorias em ações em saúde e manutenção da instituição.