Prefeito conversa sobre preservação e turismo com alunos do Maria Helena

Um grupo de 26 alunos do 2º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Maria Helena Albaneze foi recebido nesta sexta-feira, 14 de setembro, pelo prefeito Marcelo Iunes. Os estudantes tiveram a oportunidade de questionar o chefe do Executivo Municipal sobre a conservação do patrimônio público e sobre os investimentos realizados pela Prefeitura na área do turismo.

 

“É muito bom ter esse contato direto com os munícipes, principalmente com os jovens. Tivemos a oportunidade de ouvir as demandas que eles têm e explicar como funciona a Prefeitura, principalmente nas questões burocráticas, como licitações, prazos e Lei de Responsabilidade Fiscal”, afirmou Marcelo Iunes.

 

“Fico muito feliz por poder atender e até mesmo ouvir a cobrança desses jovens. Projetos desse tipo formam cidadãos mais conscientes e preparados para a vida adulta”, completou o prefeito. Marcelo falou sobre as ações que estão sendo executadas pelo Município e explicou temas diversos levantados pelos próprios alunos, como a Escadinha da XV e o Jardim da Independência.

 

Marcelo ainda detalhou o funcionamento do Centro Integrado de Esportes (CIE), que deve ser inaugurado em 2019 na parte alta de Corumbá, e sobre o projeto de requalificação de toda a orla portuária, incluindo a Cacimba da Saúde e a região onde se encontra o fóssil Corumbella. Outro ponto bastante discutido no encontro foi a conservação do patrimônio público.

 

“A população também precisa ajudar a tomar conta. Quando alguém depreda algum bem público, o Município gasta dinheiro para consertar, dinheiro que poderia ser usado em uma rua, em um Posto de Saúde, em uma escola ou em qualquer outra coisa que beneficiaria a própria comunidade”, reforçou.

 

“As pessoas precisam denunciar à Polícia quando flagrarem um ato de vandalismo. No CEU, por exemplo, nós reformamos toda a grade e, pouquíssimo tempo depois, já tinham vários buracos nela. E fizeram isso só para não precisar andar até o portão para entrar. É uma falta de consciência que prejudica todo mundo”, completou Marcelo.

 

Os estudantes também apresentaram propostas para que, em conjunto com a comunidade, fossem realizadas ações na região onde moram. O encontro fez parte da disciplina Estudo Orientado e Atividades Eletivas, ministrada pela professora Fátima Aparecida. “Discutimos temas propostos pelos próprios alunos em sala de aula. E mais do que levantar os problemas, buscamos apontar soluções para aquilo que foi apresentado. Essa conversa com o prefeito, que gentilmente nos recebeu hoje, faz parte de todo esse processo”, afirmou a professora.

 

O professor Rosenil dos Santos Gomes também acompanhou a visita e fez uma avaliação positiva da agenda. “Eles entenderam melhor como as coisas funcionam no Poder Público. Nem tudo depende só da vontade do prefeito, como a maioria das pessoas pensa”, concluiu.