Escola Polo Paraguai Mirim na região do Paiaguás passa por reforma

A Prefeitura de Corumbá através da Secretaria Municipal de Educação esclarece à população do Município, em especial à Comunidade e alunos da Escola Municipal Rural Polo Paraguai Mirim, na Região do Paiaguás, os motivos que pelos quais o Calendário Escolar deverá sofrer alteração no inicio do 3º bimestre letivo nesta Unidade de Ensino, localizada a 150 quilômetros da área urbana de Corumbá.

 

Em respeito aos nossos alunos e suas famílias, comunicamos que a Administração Municipal está empreendendo todos os esforços para que brevemente as atividades escolares sejam retomadas nesta Escola, no entanto em um novo espaço educativo totalmente reformado e adequado a especificidade da Região Pantaneira.

 

A edificação do prédio apresentava desgastes causados pela ação do tempo e cheias anteriores na Região, assim toda edificação recebeu reforços estruturais, revestimento cerâmico as paredes e pisos, 100% da troca de telhado, pintura geral, instalação da rede hidrosanitária e elétrica, construção de rampas de acessibilidade com cobertura, adequação das saídas de emergência e pavimentação do acesso à Escola.

 

Com a cheia do Rio Paraguai a execução da obra sofreu interferências, o que ocasionou a paralisação com um percentual de 85% de obra executada, isto no dia 1° de junho, quando a cheia havia atingido o último ”ponto seco” na área frontal da escola, comprometendo a segurança dos trabalhadores, não restando uma área de apoio para desembarque de materiais, suprimentos e insumos necessários para manutenção dos trabalhadores e execução dos serviços. Passado este período, a obra está em andamento seguindo os trâmites legais.

 

Devido à paralisação da obra, o início das aulas do 3º bimestre que deveriam ocorrer no dia 3 de setembro precisou ser adiado, esta decisão foi acordada em reunião com a Comunidade “in loco” na Escola, na Região do Paraguai Mirim, no dia 19 de julho, com a presença  do Secretário Municipal de Educação, Genilson Canavarro, Equipe Técnica e o Engenheiro responsável pela obra.

 

Na reunião o engenheiro fez esclarecimentos sobre a execução da obra de reforma da Escola e o secretário apresentou a proposta para acomodar os alunos temporariamente na Escola Jatobazinho, também na Região do Paraguai Mirim, assim não haveria necessidade de adiar o retorno às aulas. Mas por unanimidade dos pais e responsáveis presentes optaram por aguardar a entrega da Escola para retomar o 3º período letivo, o que é permitido de acordo com o Artigo 5º da Resolução SEMED Nº 013 de 1/02/2018. Decisão que foi lavrada em Ata de nº 03/2018/SEMED, e devidamente assinada por todo os  presentes na reunião.

 

Esta Secretaria cumprirá as exigências legais, garantindo a carga horária mínima prevista com adaptação do Calendário Escolar e Programa de Ensino para garantir o aprendizado integral dos alunos.