Alunos da Rede Municipal de Corumbá voltam às aulas na quinta-feira, dia 02

Os 16.364 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Corumbá (REME) retornam às salas de aula nesta quinta-feira, 02 de agosto. O cronograma de aulas será rigorosamente seguido pela Secretaria Municipal de Educação visando cumprir os 200 dias letivos previstos pelo Ministério de Educação (MEC).

 

Hoje, 31 de julho, os professores são recepcionados pelos gestores e coordenadores das escolas onde atuam. Na quarta-feira, 1º de agosto, das 07h às 11 horas, acontece a Formação Continuada, que será dividida em Polos. A Educação Infantil (Creche e Pré-escola) terá a formação na Escola Municipal Delcídio do Amaral. O Ensino Fundamental I (Séries Iniciais) terá a capacitação na Escola Municipal Barão do Rio Branco. Já a formação continuada do Fundamental II (Séries Finais) será na Escola Municipal Izabel Correa de Oliveira.

 

Durante as formações será trabalhado o dia “D” de contribuição e discussão do Currículo da Educação Infantil e Ensino Fundamental de Mato Grosso do Sul. O objetivo é propor um momento voltado para a discussão e contribuição da versão preliminar do Currículo de Mato Grosso do Sul, em todas as escolas das redes estadual, municipal e estabelecimentos privados de ensino, a fim de garantir um espaço de debate entre os grupos. 

 

O secretário Municipal de Educação, Genilson Canavarro de Abreu, destacou a importância da Formação Continuada dos professores como um processo permanente de aperfeiçoamento dos saberes necessários à atividade docente. “Proporcionar esse momento de discussão do Currículo é muito importante para nossa rede, pois o currículo será fruto de uma construção coletiva, que ainda está recebendo novas contribuições até chegar a sua versão final”, disse.

 

A proposta é uma das etapas de construção do currículo escolar estadual e municipal. Visa a implementação da Base Nacional Curricular (BNCC), processo que Mato Grosso do Sul foi o primeiro estado a dar início. Feito a partir da Base Nacional Curricular, ele foi construído com ampla participação, contemplando o uso de tecnologia, busca de conhecimento e especificidades do Estado. A construção do Currículo de Mato Grosso do Sul contou com 12 coordenadores regionais e 22 redatores, teve a participação da Federação dos Trabalhadores em Educação (Fetems) e a adesão dos 79 municípios.