Agetrat reforça fiscalização ao transporte irregular de passageiros

Durante operação de fiscalização de transporte clandestino próximo a rodoviária interestadual, na manhã da terça-feira, 24 de julho, agentes da fiscalização de trânsito, acompanhados da gerência de transportes, abordaram um veículo com placa boliviana.

 

A abordagem aconteceu em razão de os agentes terem percebido que o condutor havia deixado alguns passageiros na rua Antonio João, abaixo da rua Porto Carrero, e em seguida saiu com pressa com o veículo.  Após abordá-lo, os agentes encontraram irregularidades na documentação da van.

 

Os passageiros também informaram que o transportador tinha contratado o taxista clandestino pelo valor de R$ 80,00 (oitenta reais) para levá-los da cidade boliviana de Puerto Quijarro até a rodoviária de Corumbá. O condutor foi autuado e o veículo removido ao pátio do 11° Ciretran para os procedimentos cabíveis. Os agentes aplicaram multa prevista em lei cujo valor equivale a 500 UFIRs (Unidade Fiscal de Referência).

 

De acordo com o diretor-executivo da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat), Sicard de Barros, “esse é um trabalho que faremos de forma constante, precisamos que as pessoas nos ajudem a fiscalizar, busquem sempre utilizar o serviço regulamentado para não correrem o risco que essa família correu”, disse.

 

“Temos nos organizado para que os taxistas regulamentados cumpram a previsão legal. Mas, também temos trabalhado firme para que a população não fique refém do transporte clandestino. As pessoas merecem pagar um preço justo e receber um serviço de qualidade no que diz respeito a transporte público”, explicou o gerente de Transportes da Agência, Lúcio Messias.