Profissionais da Saúde participam de webconferência sobre Influenza

Profissionais da Secretaria de Saúde de Corumbá participaram de webconferência sobre a gripe Influenza na manhã desta quarta-feira, 25 de abril, na Casa dos Conselhos. O encontro virtual, promovido pela Secretaria de Estado de Saúde, reuniu técnicos da Vigilância Epidemiológica, médicos e enfermeiros da Atenção Básica e Especializada, técnicos de laboratório e outros profissionais da saúde de vários municípios de Mato Grosso do Sul. De Campo Grande, ministrantes da capacitação discorreram sobre a doença, ouviram e responderam questionamentos.

 

As orientações foram passadas pela médica infectologista Andyane Tetila, que atua no Hospital Universitário da UFGD e também na Secretaria de Estado de Saúde (SES/MS); por duas profissionais da Gerência Técnica de Doenças Endêmicas e Influenza (SES/MS); duas técnicas do Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN/MS) e por Karine Cavalcante, coordenadora da Atenção Básica da SES/MS.

 

“A webconferência é para nossos profissionais serem atualizados quanto à doença Influenza para que eles possam atender melhor os nossos pacientes. Nesta semana estamos realizando diversas capacitações em parceria com o Governo do Estado para aprimorarmos nossas atividades, tanto internamente no setor administrativo quanto externamente, no atendimento aos munícipes”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Dr. Rogério Leite.

 

Todas as atualizações oferecidas aos profissionais da saúde do Município são organizadas pela Coordenação do Núcleo de Educação em Saúde, vinculada à Gerência de Gestão e Operações na Saúde (GGOS), com o objetivo de aprimorar os serviços da saúde prestados à população. O Núcleo trabalha também fornecendo orientações à população em todas as áreas da saúde, principalmente para alertar e incentivar a prevenção às doenças epidêmicas.

 

Influenza em Corumbá


Conforme o último boletim epidemiológico emitido pela Secretaria de Estado de Saúde no dia 18 de abril, Corumbá apresentou, desde o início do ano, duas notificações de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, mas nenhuma confirmação. Em todo o Mato Grosso do Sul já são 124 notificações e quatro mortes decorrentes de complicações da doença. Dois óbitos em Campo Grande, um em Aquidauana e outro em Naviraí e o total de 11 confirmações da doença em todo o Estado.

 

Ainda conforme o boletim, essa gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus Influenza que provoca febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal-estar. A maior gravidade da infecção pelo vírus Influenza é complicações como pneumonias, dificuldades respiratórias que podem levar à internação e até mesmo ao óbito. O antiviral Oseltamivir, de nome comercial Tamiflu, está disponível em todo o Estado gratuitamente, e o seu uso no início dos primeiros sintomas da doença é fundamental para prevenir o agravamento dos casos. Porém, existem critérios pré-definidos pelo Protocolo de Tratamento de Influenza que devem ser seguidos.

 

A prevenção à doença é sempre a mesma: evitar tocar mucosas de nariz, boca e olhos sem estar com as mãos devidamente limpas, usar o álcool em gel, lavar sempre as mãos, evitar aglomerações, ficar em casa se tiver sintomas da doença, proteger-se ao tossir ou espirrar, usar lenços descartáveis, evitar aperto de mão, abraços e beijos sociais, evitar visita a hospitais e ventilar bem os ambientes. Em caso de febre alta, dores de cabeça e no corpo, tosse e dificuldade respiratória, não tentar se medicar sozinho e procurar urgentemente ajuda médica.