Corumbá deverá vacinar rebanho de 2 milhões de animais contra aftosa

A vacinação contra a febre aftosa começa oficialmente em Mato Grosso do Sul no dia 1° de maio e vai até 15 de junho para os proprietários das regiões do Planalto, Fronteira e Pantanal. Os proprietários da região do Pantanal que optarem pela vacinação de todo o rebanho em maio, deverão vacinar de 1º de maio a 15 de junho e o registro de 1º de maio até 2 de julho.

 

 

A previsão do Governo do Estado é de imunizar 21 milhões de animais entre bovinos e bubalinos nesta campanha. Somente no município de Corumbá serão vacinadas 2 milhões de cabeças e, em todo o Pantanal, o rebanho representa 25% do gado do Mato Grosso do Sul.

 

 

No Pantanal, em virtude do período de cheia, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal – Iagro, responsável por acompanhar e fiscalizar a vacinação afirma que os proprietários que precisarem podem solicitar a antecipação da vacina desde o dia 16 de abril.

 

 

O produtor poderá solicitar a autorização ao órgão tanto para antecipar o período da vacina, quanto para imunizar o gado em trânsito ou ainda, vacinar o rebanho no destino final. “Com essas múltiplas soluções e o período flexível, torna o manejo mais fácil neste período crítico de cheia e dá segurança ao produtor rural”, explica o subsecretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Corumbá, Luciano Leite.

 

 

A Iagro publicou instrução de serviço em que orienta produtores da região do Pantanal que em caso de enchente na propriedade, a retirada dos animais deve ser requerida junto ao órgão. Caso o destino seja informado previamente, será feita a emissão de GTA, caso não informe o local o serviço oficial deve controlar e acompanhar a movimentação dos animais.

 

 

A partir do dia 27 de abril o produtor poderá comprar a vacina contra a febre aftosa nas revendas do Estado, sem a necessidade de emissão de autorização de compra pela Iagro.

 

 

Fonte: Com informações da Semagro