Saúde trabalha no combate ao Aedes aegypti e doenças epidemiológicas

Durante a oitava semana de 2018, equipes da Secretaria Municipal de Saúde realizaram várias ações de combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. No período, 4.325 imóveis foram visitados nas atividades de rotina, para eliminação de focos e orientação junto aos moradores.

 

Equipe de bloqueio químico realizou borrifação com bomba costal em 921 imóveis nas microáreas Generoso, João de Brito, Popular Nova, Clio Proença e UPA. Equipe do bloqueio mecânico, com apoio do Exército, trabalho nas microáreas Dom Aquino, Estrelinha Verde, Cristo Redentor, Fernando de Barros, São Vicente, Transamérica e Humberto Pereira. Em todos os casos notificados foi realizado manejo ambiental.

 

Conforme último boletim epidemiológico da Vigilância em Saúde, há em Corumbá 59 casos notificados de dengue este ano, sendo três confirmados no Popular Nova, Loteamento Pantanal e Centro América. Já são 06 notificações de zika nos bairros Jardim dos Estados, Popular Nova, Centro, Jatobazinho, Primavera e Popular Velha. De chikungunya foram notificados 16 casos, sendo duas confirmações no Nossa Senhora de Fátima e no Loteamento Pantanal.

 

Outras doenças e agravos contra a saúde


Até a semana 08, foram notificados dois casos de leishmaniose visceral , sendo um no Cravo Vermelho III e outro no Popular Nova. Quanto ao Influenza, vírus da gripe, já são 11 notificações e quatro casos descartados por laboratório. Foram registrados 861 casos de Doenças Diarreicas Agudas. Destes, 58 casos ocorreram crianças menores de 01 ano, 193 em crianças de 1 a 4 anos, 89 casos em criança de 5 a 9 anos e 422 casos em crianças com mais de 10 anos. Até semana 08 foram notificados 1.169 casos de conjuntivite.

 

Entre as atividades da Vigilância Ambiental em Saúde, estão o cadastro de imóveis e distribuição de hipoclorito de sódio, coleta e análise de água para consumo humano e visitas técnicas e capturas de animais peçonhentos. Há 100 famílias cadastradas no Loteamento Pantanal que receberam hipoclorito de sódio e no período houve 10 coletas de água, sendo todas analisadas e consideradas satisfatórias.

 

Conforme a Coordenação de Vigilância epidemiológica de DANT – Doenças e agravos não transmissíveis –, na semana epidemiológica 08 foram realizados 23 atendimentos de pessoas em situação de violência nas unidades de saúde da REDESUS. Foram 09 tipos de violência física, 02 psicológicas e 12 casos de negligência.