Unidades de Saúde serão reformadas e ampliadas para atender 14 mil pessoas

Unidades Básicas de Saúde localizadas no Assentamento São Gabriel e no Distrito de Albuquerque serão reformadas e ampliadas pela Prefeitura Municipal de Corumbá. A autorização para abertura de procedimento licitatório foi assinada pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira na noite desta quarta-feira, 20 de setembro. Além dessas unidades, a adequação da área externa da UBS do bairro Guatós, obra iniciada na antiga gestão do prefeito Ruiter e retomada agora, está autorizada para contratação com o objetivo de finalizar a construção.

 

A área construída da UBS no Guatós é de 730,700 m², considerada porte 3, com estrutura física para atender até 12 mil pessoas, conforme o engenheiro Maikon Varela, gestor de serviços de saúde – engenharia civil da Secretaria Municipal de Saúde. No local há auditório para 50 pessoas, sala de reuniões, salas de repouso, de coleta de exames, de nebulização, sala de vacina, curativos, de expurgo e esterilização, sala para agentes comunitários, de psicologia e serviços sociais, espera geral e outra sala de espera mais ao fundo. Além de recepção com arquivos, seis consultórios médicos e um odontológico, um escovódromo, além de banheiros masculino e feminino para o público, farmácia, setor administrativo, banheiros masculino e feminino para funcionários, área de serviço, cozinha e almoxarifado.

 

Na frente da unidade vai ser construído acesso para veículos, pedestres, calçada com acessibilidade e sistema de armazenamento de água composto por cisterna enterrada e caixa d’água com sistema de bombeamento. A unidade fica situada na rua José Maciel de Barros, esquina com a Luís Feitosa. Para conclusão da obra na atual gestão municipal, será feita a área externa, no valor de R$ 48,2 mil.

 

Reformas em unidades da zona rural


No Assentamento São Gabriel, cerca de 230 famílias são atendidas em uma unidade provisória de saúde. A UBS será instalada em imóvel que será reformado e ampliado com recursos municipais de quase R$ 120 mil. O local vai receber pintura geral, revisão do telhado e cobertura, revisão das instalações elétrica e hidráulica, haverá substituição de telas-mosquiteiro da varanda e será instalado esse tipo de tela em todas as janelas, onde serão chumbadas grades na alvenaria, para prevenção de furtos. Vai ser colocada resina acrílica no piso, o forro será substituído, bem como as esquadrias, portas e janelas. Será demolida parte da alvenaria e construídas novas paredes para ampliação.

 

“Nessa ampliação será construído consultório odontológico e banheiro. Será reorganizada sala de espera e, com isso, terá recepção com banheiro e consultório médico com banheiro privativo”, afirmou Maikon Varela. A área de intervenção na UBS do Assentamento São Gabriel é de 99,76 m².

 

A Unidade Básica de Saúde em Albuquerque, que se encontra em funcionamento, terá seu tamanho físico duplicado e também será reformada. A unidade atende a aproximadamente 250 famílias. Será consertada parte da instalação hidráulica, substituído forro, revisada instalação elétrica e haverá troca de telhas. Na ampliação, será construída circulação para dar acesso à nova sala, novo almoxarifado e copa, que não existia.

 

“Onde era o almoxarifado será transformado em consultório odontológico. Terá mais uma sala de exames preventivos e nova sala de triagem. Havia um galpão que era usado para espera e que será fechado com alvenaria e tela-mosquiteiro, para dar mais conforto e proteção contra o Sol. Há uma varanda que será transformada em recepção, com fechamento de alvenaria, além da readequação e redistribuição das salas”, explicou o engenheiro Maikon Varela. O valor estimativo dessa reforma e ampliação é de R$ 140 mil. A área existente é de 55,55 m² e com a ampliação serão acrescentados mais 55,52 m² de construção.

 

“Essas reformas nas UBS em São Gabriel e no Distrito de Albuquerque vêm para facilitar o acesso às unidades de saúde e melhorar a estrutura física que é oferecida para essa população. Tem unidade precisando de consultório odontológico mais adequado, precisamos de estruturação física para acolhimento na recepção, para que os pacientes não fiquem no Sol ou tomem chuva enquanto aguardam atendimento. Também são adequações necessárias com relação à salubridade da estrutura física”, afirmou Tatiana da Silva Santos Matos, gerente de Gestão e Operação na Saúde.

 

“Essas reformas vão contemplar tanto as necessidades emergenciais quanto a ampliação para atender melhor o usuário que vai ali procurar ajuda. Eles andam distâncias grandes da sua casa à unidade, mas seria muito mais complexo se eles tivessem que vir até a cidade para serem atendidos aqui. A gente vai levar atendimento melhor para eles na região onde moram”, completou.

 

*Município terá novo Centro de Especialidades Médicas

*Casa de Apoio ao Cidadão Corumbaense será implantada na Capital