Prefeitura faz ações preventivas e de conscientização no Setembro Amarelo

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, desenvolve desde o começo do mês várias ações de prevenção e de conscientização sobre o suicídio. O trabalho faz parte do Setembro Amarelo, data criada em 2003 pela Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio e pela Organização Mundial de Saúde.

 

As ações acontecem até o dia 30 de setembro. Estão previstas rodas de conversas com usuários das Unidades de Saúde, capacitação dos profissionais da rede sobre o tema, capacitação dos profissionais da Educação e rodas de conversa com alunos da Rede Municipal de Ensino.

 

O objetivo do trabalho é aumentar a conscientização sobre a magnitude do problema e a disponibilidade de estratégias eficazes de prevenção, além de deduzir a incidência de suicídio e tentativas de suicídio. Evitando assim a morte prematura por suicídio ou morbidade/invalidez decorrente de tentativa de suicídio, durante a vida.

 

Enfrentar fatores de risco de suicídio e tentativas de suicídio, reduzir o estigma relacionado a comportamentos suicidas, melhorar a coleta de dados sobre a incidência tanto de suicídio como de tentativa de suicídio, melhorar a pesquisa e a avaliação as intervenções eficazes e fortalecer a resposta do sistema de saúde e social, aos comportamentos suicidas são outros objetivos do Setembro Amarelo.

 

Diagnóstico

 

O suicídio é um grave problema que atinge adultos, jovens, inclusive adolescentes e crianças. Todos devem aprender sempre mais sobre os sintomas que indicam o risco iminente desse mal para, quando necessário, poder intervir e ajudar a salvar vidas, recuperá-las, reconduzindo pessoas para a saudável convivência familiar e a adequada inserção social. Segundo a Organização Mundial da Saúde, de cada dez casos de suicídio, nove poderiam ser evitados se houvesse adequada prática de prevenção.

 

Em 2006, o Ministério da Saúde instituiu as Diretrizes Nacionais para Prevenção do Suicídio e estabelece que as ações sejam organizadas de forma articulada entre o Ministério da Saúde, as Secretarias de Estado de Saúde, as Secretarias Municipais de Saúde, as instituições acadêmicas, as organizações da sociedade civil, os organismos governamentais e os não-governamentais, nacionais e internacionais.

 

Realidade

 

Entre os anos de 2010 a 2015, 24 pessoas cometeram suicídio em Corumbá, de acordo com a Coordenadoria de Vigilância em Doenças e Agravos Não Transmissíveis (DANT). Em Mato Grosso do Sul, no mesmo período, foram registrados 1.178 suicídios. A Organização Mundial de Saúde estima que o suicídio é a 13ª causa de morte no mundo, sendo uma das principais entre adolescentes e adultos até aos 35 anos.

 

A taxa de suicídio é maior nos homens do que nas mulheres. Todos os anos morre um milhão de pessoas por suicídio no mundo e ocorrem entre 10 a 20 milhões de tentativas de suicídio por ano. Por cada pessoa que morre outras vinte tentam o mesmo caminho.