Aniversário de Corumbá tem noite apoteótica com show de Zezé di Camargo e Luciano

Um show que começa com acordes e versos de um dos principais sucessos sertanejos de todos os tempos, só pode ser apoteótico. Foi dessa maneira, ao som do clássico ‘Estrada da Vida’ – consagrado por Milionário e Zé Rico – que Zezé Di Camargo e Luciano abriram a apresentação que comemorou os 239 anos de fundação de Corumbá, na praça Generoso Ponce, na noite da quinta-feira, 21 de setembro.

 

O público que tomou a praça e transformou a avenida General Rondon num mar de gente, seguiu a dupla – que ano passado completou 25 anos de carreira – e cantou junto, alto e forte. Os versos, pra lá de conhecidos, ecoaram por toda a Avenida: “nesta longa estrada da vida, vou correndo e não posso parar, na esperança de ser campeão alcançando o primeiro lugar”.

 

Mas, o “tempo” não “cercou a estrada” que a dupla trilhou no show corumbaense. O que se viu a partir dali foi um desfile de sucessos históricos da carreira – praticamente por todos os álbuns já gravados por Zezé di Camargo e Luciano – e de outros artistas da música brasileira.

 

Foi sucesso atrás de sucesso. Músicas como ‘A Ferro e Fogo’, ‘Sufocado’, ‘Tarde Demais’, ‘Pra Não Pensar em Você’, ‘Fui Eu’, ‘Como Um Anjo’, ‘Cada Volta é um Recomeço’ fizeram a plateia, de todas as idades, viajar no tempo.

 

Os famosos “abajur cor de carne”, “lençol azul” e “cortinas de seda”, imortalizados na música ‘Menina Veneno’ – sucesso e febre nacional dos anos 80 na voz de Ritchie e regravado por Zezé e Luciano na metade dos anos 90 – foram cantados em uníssono pelos fãs.

 

Zezé, que durante a apresentação, conversou bastante com a plateia. No palco, lembrou as inúmeras vezes que veio a Corumbá, de férias, para pescar. O cantor mostrou-se conhecedor da geografia corumbaense. “Estive várias vezes em Corumbá. Passava umas horas aqui pegava um barco e subia o rio, é o meu programa favorito. Pegava o barco aqui em Corumbá subia até perto de Porto Índio, Lagoa Vermelha. Conheço tudo”, disse antes de emendar mais um sucesso.

 

“É o Amor”, música que lançou a dupla no já distante ano de 1991, e até hoje principal sucesso de Zezé e Luciano, foi um capítulo à parte e especial do show, que só quem esteve na avenida General Rondon pode contar ou explicar.

 

Foi uma noite apoteótica, digna dos 239 anos de Corumbá. Como o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira disse ao anunciar, na semana passada, o show dos sertanejos: “um presente para nossa população”.