Secretária da Cidadania faz balanço positivo do Agosto Lilás

A programação da campanha Agosto Lilás será encerrada na quinta-feira, 31. No entanto, as atividades voltadas à prevenção e combate à violência contra a mulher terão continuidade em todo o Município de Corumbá. Foi o que afirmou na noite de segunda-feira, 28, a secretária especial de Cidadania e Direito Humanos, Beatriz Cavassa de Oliveira, durante Sessão Solene na Câmara de Vereadores, alusivos aos 11 anos da Lei Maria da Penha.

 

A secretária aproveitou a oportunidade para fazer um balanço de todas as ações desenvolvidas durante a campanha Agosto Lilás que está permitindo uma série de palestras e atividades com o intuito de massificar informações sobre a Lei Maria da Penha.

 

“Agosto está sendo considerado um mês destinado à conscientização sobre a importância de se combater a violência contra a mulher, por meio da campanha Agosto Lilás”, citou Beatriz, acentuando o trabalho que vem sendo realizado no sentido de “informar e promover ações de empoderamento e até mesmo do cuidar da mulher quando esta vem até nós com o corpo e a alma machucados por causa da violência doméstica”.

 

E foi justamente pensando nisso que Corumbá aderiu à iniciativa do Governo do Estado que transformou em lei estadual, a campanha do Agosto Lilás. Na cidade, as ações estão a cargo da Prefeitura e são organizadas pela Coordenadoria de Políticas Públicas para a Mulher, vinculada à Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos.

 

Beatriz disse que isso possibilitou a realização de uma série de ações da campanha Maria da Penha vai à escola. “Visitamos escolas municipais, estaduais, os CRAS, igrejas, região ribeirinha, região rural, Santa Casa, estabelecimento penal feminino, além de associações de moradores, levando palestras sobre a Lei Maria da Penha, responsabilidade parental, autoestima, empoderamento feminino, saúde da mulher, a importância da profissionalização e de um projeto de vida nos mais diferentes locais”, informou.

 

Além disso, os organizadores da campanha apresentaram filmes nos CRAS, “levando a cultura para as mulheres que muitas vezes nunca tiveram a oportunidade de conhecer um cinema; participação em seminários na Universidade Federal sobre violência e feminicídio; feira da mulher, Sarau Mulher em Movimento, ofertas de cursos de inclusão digital, informática básica, relações interpessoais, corte e costura, bordado, entre outros”.

 

Mereceram destaques ainda as oficinas no estabelecimento penal, coleta de preventivos em vários bairros da cidade, posse do Conselho da Mulher; pedágios informativos e entrega do Prêmio Heloisa Urt às mulheres que se destacam na sociedade nas mais diferentes áreas.

 

Avanço

 

Para Beatriz, Corumbá avançou bastante. Enalteceu as ações desenvolvidas em parcerias com os poderes Legislativo e Judiciário, e as participações de instituições dos mais diferentes segmentos da sociedade.

 

Entre os avanços destacou a decisão do prefeito Ruiter Cunha que assinou o Decreto 1.7765/2017 que institucionalizou a Rede de Combate e Enfrentamento à Violência contra a Mulher, que prevê a organização no atendimento às mulheres que sofrem violência no Município. Elogiou a Rede.

 

Destacou também como um grande avanço a Lei 2.583/2017, de autoria do vereador Manoel Rodrigues e sancionada agora em agosto pelo prefeito Ruiter Cunha. “Esta lei criou o Agosto Lilás. Este ano, aderimos à campanha do Governo do Estado. A partir de agora, temos uma lei municipal”.

 

A programação vai até o dia 31, mas “nossas atividades não cessaram. Continuaremos insistentemente lutando pelos direitos dos cidadãos e cidadãs corumbaenses por meio das nossas coordenadorias e em parcerias com as demais políticas públicas, terceiro setor e sociedade civil que quiserem somar conosco em busca de uma sociedade mais humana”, finalizou. As informações são da Assessoria de Comunicação da Câmara.