Revitalização da Indústria Mineral de Mato Grosso do Sul é tema de encontro

Criada com o objetivo de conferir eficiência às atividades relacionadas ao segmento da mineração no Estado, a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva Mineral iniciou oficialmente suas atividades, dia 02 de agosto, com a posse dos membros efetivos e suplentes. Ela é composta por 14 membros titulares e respectivos suplentes, com representantes da Semagro; Imasul; MS-Mineral; UEMS; UFMS; DNPM/MS; CREA-MS; OCB-MS; Fiems; Federação dos Trabalhadores das Indústrias de MS – FTI/MS; Sindicato das Indústrias Extrativas de Corumbá e Ladário (Sindiecol); Sinduscon; Sindicato das Indústrias de Cerâmicas de MS (Sindicer) e Fecomércio-MS.

 

Após a posse dos membros titulares e suplentes da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva Mineral, ocorreu à apresentação do “Estudo Diagnóstico da Cadeia Produtiva da Mineração de Mato Grosso do Sul e do Plano Estadual de Mineração”, feita pelo superintendente de Indústria, Comércio e Serviços e Turismo da Semagro, Bruno Gouvêa Bastos. Em seguida, o gerente de Operações e Relações Institucionais da Vale, Olemar Tibães apresentou o “Projeto de Desenvolvimento e Competitividade para a Indústria de Mineração no Mato Grosso do Sul”.

 

“Estamos em um momento singular, com o Governo do Estado e o Governo Federal reconhecendo a necessidade de revitalizar a cadeia produtiva da mineração e de colocar o setor no foco do desenvolvimento e da geração de empregos”, comentou o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

 

Representando o Prefeito de Corumbá, o Secretário de Indústria, Comércio e Produção Rural, Renato Lima, destacou a importância do encontro para a região de Corumbá e Ladário em função da indústria extrativa mineral nos dois municípios possuir um peso significativo para a economia e sociedade.