Educação Patrimonial fará parte da grade curricular da Reme em 2018

Durante o seminário “O Patrimônio Cultural em Corumbá”, realizado pela Prefeitura nesta quinta-feira, 17 de agosto, quando é comemorado o Dia Nacional do Patrimônio Histórico, a secretária municipal de Educação, Maria Eulina Rocha dos Santos, confirmou a inclusão do tema na grade curricular da Rede Municipal de Educação (Reme) no próximo ano letivo.

 

“Nós já estávamos fazendo uma reflexão da importância de colocarmos na nossa matriz curricular esse tema, Educação Patrimonial, levando-se em conta que nossa cidade é um patrimônio cultural e histórico. E como no ano que vem vamos implementar a Base Nacional Curricular Comum em parceria com o Governo do Estado, iremos colocar essa importante questão aqui”, afirmou a secretária.

 

Os trabalhos serão focados na construção da identidade local. “Todas as crianças, os jovens de Corumbá, precisam ter uma identidade corumbaense, pantaneira. Não questão de bairrismo, mas eles precisam conhecer a história deles. Inúmeras vezes, poucas crianças sabem dessas riquezas pantaneiras, de quem foi que chegou aqui, quais culturas vieram para cá, quais as riquezas que temos aqui, sejam elas materiais ou imateriais”, complementou Maria Eulina.

 

De acordo com a gerente de Patrimônio Histórico da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá, Joanita Ametlla, a inclusão da matéria na grade da Reme ajudará na construção da identidade corumbaense e do sentimento de pertencimento nas novas gerações.

 

“A Educação Patrimonial foi uma grande conquista que obtivemos na gestão do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, porque significa que nossas crianças vão aprender, desde pequenos, a valorar nossos bens, nossa história”, completou Joanita. Professores da Reme já estão sendo capacitados para trabalhar o tema em sala de aula.