1ª FESTAF: Parceiros promovem ações e divulgam informações aos agricultores

A 1ª Festa da Agricultura Familiar contou com participação de instituições parceiras que estiveram no Assentamento Taquaral onde aconteceu a festa, nesta sexta-feira, 28 de julho. Os parceiros realizaram palestras, informaram sobre prevenção a doenças, ofereceram cadastro para cursos, realizaram corte de cabelo e outras ações. A FESTAF é promovida pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar, da Prefeitura Municipal de Corumbá.

 

A Rede Feminina de Combate ao Câncer, por exemplo, levou oncologista para orientar os moradores sobre o câncer e enfermeiras do Senac para aferir pressão. A instituição realizou panfletagem de conscientização sobre a doença. A Agraer levou informações sobre o Plano Safra e como produzir e manter um minhocário para utilização de húmus em plantações. A Polícia Militar Ambiental participou com exposição de materiais. A Sanesul fez atendimento geral, enquanto o Campus Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul promoveu palestra sobre Agricultura Familiar e Agroecologia no Contexto Atual, com o professor Dr. Edgar Aparecido da Costa.

 

A Secretaria de Indústria, Comércio e Produção Rural esteve no evento com o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) principalmente para atender à produção de carnes, queijos e leite e derivados, levou à Sala do Empreendedor Individual (MEI) e, dentro do Senar, em parceria com o Sindicato Rural de Corumbá, levou informações sobre cursos profissionalizantes para os pequenos agricultores. “Há pessoas hoje aqui fazendo cadastro para entrar no SIM e aproveitando o Senar com curso de leite e derivados. O interessado, depois de fazer o curso do Senar, vai entrar no cadastro do SIM para poder comercializar dentro de Corumbá. São cursos gratuitos”, afirmou Luciano Leite, subsecretário da Secretaria de Indústria, Comércio e Produção Rural.

 

De acordo com Luciano, a Secretaria vem buscando com o Exército e com a Marinha a compra de produtos dentro do município e, por isso, está pedindo para esses produtores se cadastrarem no SIM para conseguirem realizar o comércio de seus alimentos. “O pequeno produtor com o SIM municipal pode comercializar dentro de todo o município e atender a essas grandes empresas”, afirmou o subsecretário.

 

Através do Núcleo de Ensino da Romu, a Guarda Municipal desenvolveu oficina de pintura e Libras, com um intérprete da instituição. “Romu faz trabalho de rondas ostensivas, mas na área das crianças, leva esse público a aprender sobre as partes boas da vida porque nessa idade os aliciadores conseguem tirar as crianças do caminho certo, mas buscamos mostrar a elas o que é o companheirismo, como é a vida e o que eles vão enfrentar amanhã”, explicou o guarda municipal Waldinei Ferreira Seizer. A atividade visa aproximar também essas crianças das forças policiais, explicando que a Guarda Municipal e a Polícia Militar são instituições amigas. Essas atividades são feitas no cotidiano através da ronda escolar e da patrulha da Guarda Municipal.

 

A Embrapa Pantanal levou palestra prática sobre alimentação de gado na estação seca do ano. De acordo com Frederico Olivieri Lisita, a pastagem está muito prejudicada devido à falta de água e ao frio, com péssima qualidade nutricional e isso faz com que o gado se alimente menos, de forma inadequada, produza menos leite e perca peso. Na ocasião, foi exposta estratégia sobre como o produtor pode utilizar forragens adaptadas à região, cana-de-açúcar como produtora energética, capim com alto teor de proteína e utilizá-lo em silagem. “Desde 2005, a Embrapa começou a intensificar os trabalhos de agricultura familiar, antes, isso não era foco da nossa unidade no Pantanal, mas, desde aquele ano, começamos a desenvolver várias ações com foco em agroecologia. Temos trabalho com hortas, apicultura e outras atividades”, afirmou Frederico.

 

O Detran estadual foi convidado para levar informações sobre serviços prestados pelo órgão. “Para áreas de assentamentos, o que é mais interessante hoje é passar a importância de se ter a Carteira Nacional de Habilitação. Muitas vezes, por desconhecerem a importância de estar em dia com os documentos de trânsito, já que estão na zona rural, essas pessoas esquecem de procurar o Detran para se regularizarem”, afirmou Carlos Davi, servidor do Detran de Mato Grosso do Sul.

 

Janio Silva de Araújo, diretor do grupo de Desbravadores Monte Azul, que funciona no Taquaral em parceria com a Escola Municipal Rural Monte Azul, afirmou que há cerca de 54 crianças participando da equipe de escoteiros na região. Esses jovens aprendem diversas atividades e são incentivados a serem melhores cidadãos e estudantes. O grupo participou da 1ª FESTAF realizando demonstrações de sobrevivência na selva.

 

*Agricultores participam da 1ª FESTAF e destacam Programa de Aquisição de Alimentos

 

*Estudantes de escola rural apresentam experiências científicas na 1ª FESTAF