Sala do Empreendedor: local de apoio aos pequenos empresários da região

Espaço destinado para atendimento facilitado e simplificado aos pequenos empreendedores do município, a Sala do Empreendedor de Corumbá atende em novo espaço, com melhorias para poder garantir orientação e atendimento de qualidade.

 

A Sala do Empreendedor de Corumbá, uma das ações de política pública voltada ao apoio ao setor produtivo local pelo Prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, tem por objetivo prestar atendimento diferenciado e informativo ao Microempreendedor Individual (MEI) e às Micro e Pequenas Empresas (MPE’s), simplificar e promover a agilidade do processo de registro e funcionamento de empresas no Município de Corumbá.

 

Atuando em parceria com o SEBRAE-MS, a Sala do Empreendedor consolida-se como local de apoio aos pequenos empreendedores da região e tem formalizado uma média de 75% das pessoas que procuram o espaço.

 

Em maio, o relatório de desempenho da Sala revela que a maioria dos formalizados como Empreendedores Individuais são do sexo feminino e do bairro Aeroporto. Em Corumbá, foram 33 novas formalizações como Empreendedores Individuais sendo que, destes, 25 foram na Sala do Empreendedor. Até o mês de maio, Corumbá registra 2.969 Empreendedores Individuais.

 

Atendimento

 

A Sala do Empreendedor é ligada à Secretária Municipal de Indústria, Comércio e Produção Rural e funciona na rua Cuiabá, 1.333 – Centro. O horário de atendimento é das 07h30 às 12 horas e das 14h às 17 horas. O local dispõe dos seguintes serviços:

 

I – disponibilizar aos interessados as informações necessárias à emissão da inscrição municipal e alvará de funcionamento, mantendo-as atualizadas nos meios eletrônicos de comunicação oficiais;

 

III – orientar sobre os procedimentos necessários para a regularização de registro e funcionamento, bem como situação fiscal e tributária das empresas;

 

IV – Prestar informações sobre os expedientes necessários à viabilização da implantação de empreendimentos;

 

V – Prestar atendimento preferencial ao Microempreendedor Individual – MEI, às Microempresas e às Empresas de Pequeno Porte;

 

VII – Promover Programas de Capacitação direcionados ao Microempreendedor Individual e às Micro e Pequenas Empresas.