REME inicia fase de coleta de dados do Censo Escolar 2017

Corumbá já deu início à fase de coleta de dados de escolas e centros de educação Infantil da Rede Municipal de Ensino (REME) para o Censo Escolar 2017.  Neste primeiro momento, iniciado em 31 de maio, está sendo feita a primeira etapa, que consiste no preenchimento da Matrícula Inicial, quando ocorre a coleta de informações sobre os estabelecimentos de ensino, turmas, alunos e profissionais da educação que se encontram em sala de aula, com previsão de encerramento no final do mês de julho. A segunda etapa ocorre com o preenchimento de informações sobre a Situação do Aluno, e considera os dados sobre o movimento e rendimento escolar dos alunos, ao final do ano letivo.

 

 

Segundo a secretária de Municipal de Educação, professora Maria Eulina Rocha dos Santos, o Censo Escolar é uma ferramenta ampla, que disponibiliza dados oficiais, concretos, com os quais o Ministério da Educação, mesmo à distância, conhece a realidade de nosso município. A atividade também é importante para o cálculo dos repasses de recursos recebidos do FNDE, em especial, o FUNDEB.

 

 

Em âmbito estadual, todos os municípios participaram de uma Capacitação sobre as ferramentas do Censo Escolar em Campo Grande. Em Corumbá, a Secretaria de Educação, por meio da Gerência de Planejamento e Avaliação e do Núcleo de Gestão de Sistemas de Informação, realizou um encontro com os gestores e secretários escolares das unidades escolares da REME para repasse das informações recebidas na capacitação realizada na capital do Estado. Foi ressaltada a importância dos gestores  em atualizar e fornecer as informações fidedignas de suas respectivas escolas.

 

 

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica e o mais importante levantamento estatístico educacional brasileiro nessa área. É coordenado pelo Inep, órgão vinculado ao Ministério da Educação, e realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de educação e com a participação de todas as escolas públicas e privadas do país, abrangendo Ensino regular (educação infantil, ensino fundamental e médio), Educação especial – modalidade substitutiva, Educação de Jovens e Adultos (EJA), e Educação profissional (cursos técnicos e cursos de formação inicial continuada ou qualificação profissional).

 

 

A iniciativa possibilita a compreensão da situação educacional, por intermédio de um conjunto amplo de indicadores que possibilitam monitorar o desenvolvimento da educação brasileira, como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), as taxas de rendimento e de fluxo escolar, a distorção idade-série, e outras situações, que servem de referência para as metas do Plano Nacional da Educação (PNE), que podem ser acompanhadas no Observatório do PNE. Todos esses indicadores são calculados com base nos dados do Censo Escolar.