Noite do Banho de São João reforça tradição singular de Corumbá

A principal noite do Arraial do Banho de São João, no Porto Geral de Corumbá, na sexta-feira, 23 de junho, foi um passo importante para que a manifestação obtenha o Registro de Bem Imaterial Nacional. As mais de 100 famílias de festeiros, que desceram a ladeira Cunha e Cruz para banhar a imagem do santo nas águas do rio Paraguai, preservaram uma tradição centenária do povo desta cidade que, exatamente por isso, a transforma na maior festa junina do Mato Grosso do Sul.

 

Todos os componentes históricos da festa, singular no País e que já é Patrimônio Imaterial de Mato Grosso do Sul, tiveram sua clara manifestação. Quem foi ao Porto Geral assistiu ao cortejo – rito que acontece há séculos – com as passagens por baixo dos andores e reverências entre festeiros no encontro na ladeira, que leva para o batismo do santo nas águas do rio Paraguai.

 

Cururueiros, com suas violas de cocho, deram o tom da celebração, que contou ainda com elevação do mastro de São João ao som de uma tradicional roda de Cururu e Siriri. À zero hora do dia 24 de junho, uma queima de fogos iluminou o circuito da festa anunciando a chegada do dia de São João Batista, que segundo a Bíblia, teria batizado Jesus Cristo nas águas do rio Jordão. Nessa hora também, na prainha do Porto Geral, famílias inteiras de festeiros e devotos do santo mantinham o ritual de “lavar a alma” nas águas do principal rio pantaneiro.

 

“Vimos aqui o ápice da festa, com a descida dos andores de mais de cem festeiros, mantendo essa nossa tradição singular”, enfatizou o diretor-presidente da Fundação da Cultura de Corumbá, Luiz Mário Cambará. Alfredo Ferraz, um dos mais conhecidos festeiros de São João da cidade, definiu – em poucas palavras – o sentimento e a importância do banho de São João. “É um momento sublime, de muita emoção e renovação da fé. É aqui, nessa hora, que São João nos dá força para que, no próximo ano, estejamos aqui mantendo a tradição de homenageá-lo”.

 

Preservando história, cultura e tradição

 

 “Tudo está muito relacionado à nossa cultura, nossa história. Cada gesto, de cada festeiro, é importante para todos nós”, afirmou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira ao destacar que o Arraial do Banho de São João é um dos mais importantes eventos da cultura corumbaense.

 

Participando da festa com o Andor Oficial da Prefeitura de Corumbá, o chefe do Executivo Municipal enfatizou que a festa tem muita força na cidade porque é originária diretamente da fé e devoção popular. Ruiter lembrou que cada festeiro celebra o santo na própria casa, com novena em família, andor, altar e mastro de São João.

 

A preservação da história, memória, cultura e tradição valem o empenho do Município em garantir estrutura para o Banho do São João nas águas do rio Paraguai. “Todo o sacrifício em fazer essa festa tradicional e cultural de nossa cidade se justifica para tenha, sempre, um brilho especial, principalmente este ano que estamos quase fechando o reconhecimento como Bem Imaterial da Cultura Nacional. É importante para Corumbá que consigamos. Temos a parceria com o Governo do Estado, que está presente, e nos ajudando a ampliar a festa, e fazer com que, cada vez mais, esses momentos tenham potencial de atrair e potencializar a divulgação do nosso município”, completou o prefeito.

 

Na segunda gestão do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, o Banho de São João foi registrado como bem imaterial do Estado de Mato Grosso do Sul. Em 2010, também durante sua administração, teve início o processo que pede o Registro da manifestação religiosa como bem imaterial nacional.

 

Também participaram do Andor Oficial o secretária de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery de Freitas Júnior, que representou o governador Reinaldo Azambuja, e os deputados federais Zeca do PT e Vander Loubet.

 

Potencial turístico da festa

 

 Acompanharam o Arraial do Banho de São João os jornalistas de uma Press Trip do Ministério do Turismo (MTur). Os profissionais – de cinco veículos de comunicação – fazem parte de uma estratégia do MTur que busca desenvolver ações de promoção, comercialização e de comunicação do potencial turístico da festa realizada na cidade que tem como peculiaridade o banho do santo nas águas do rio Paraguai.

 

Corumbá é um dos cinco destinos selecionados para receber ações de promoção e divulgação do Ministério do Turismo. Por meio de edital de chamada pública, a pasta trabalha na transformação dos festejos juninos em um produto turístico com a cara do Brasil. Além do município sul-mato-grossense foram contempladas no edital Bragança (PA), Campina Grande (PB), São Luís (MA) e Belo Horizonte (MG).  A divulgação do Ministério do Turismo não tem custo algum para o município.