“Nhô Mangueiral”, a grande campeã do Concurso de Quadrilhas Juninas

Quinze minutos. Esse era o tempo máximo para que cada quadrilha junina pudesse mostrar o seu melhor no primeiro dia do Arraial do Banho de São João. Com roupas típicas da festa, seis equipes apresentaram suas danças de acordo com os costumes juninos regionais, observando a tradição, fazendo releituras e adaptando formas matutas nas quadrilhas estilizadas. A grande vencedora do Concurso de Quadrilhas Juninas deste ano foi “Nhô Mangueiral”, com 193,5 pontos. O grupo, formado por 16 moradores de Ladário, participa da competição há vários anos.

 

“É uma satisfação enorme termos vencido. A nossa quadrilha ficou cinco anos fora e é uma gratificação muito grande estar com esse pessoal novo, é uma grande honra estar aqui. Foram mais ou menos dois meses de renovação, para mim é uma grande satisfação levar essa juventude para um lugar certo que é o São João, uma brincadeira saudável”, afirmou Celso de Oliveira Barbosa, representante da equipe que recebeu o troféu de campeão.

 

A comissão julgadora avaliou os seguintes itens: coreografia, evolução, harmonia, animação, originalidade e musicalidade, além da caracterização dos participantes. Liderança, animação e figurino do marcador também foram avaliados. Da Noiva e do noivo foram julgados interpretação, animação, simpatia e figurino.

 

O segundo lugar ficou com o grupo “Raio de Sol”, conquistando 190 pontos. A terceira colocada foi a equipe “Coração Caipira”, com 177,5 pontos. Participaram também do concurso as quadrilhas juninas “Luar do Sertão”, “Salesianos” e “Rainha da Sucata”.

 

A comissão julgadora foi composta por cinco profissionais da área cultural. André Freire Mastrorocco, professor de Artes do IFMS; Wanessa Pereira Rodrigues, cientista social e produtora cultural; Edivânia Freitas de Jesus, chefe do escritório técnico do IPHAN em Corumbá; Patrícia Gonzalez, bailarina e proprietária de academia de dança; e Mário Sérgio do Nascimento Táceo, ator da Companhia de Teatro Maria Mole formavam o corpo de jurados.

 

Para José Antônio Garcia, mais conhecido como Tanabi, esse concurso é um incentivo para a tradição se perpetue. “É um fomento para que nossos jovens não deixem acabar a tradição. Essa motivação é muito importante e foi um espetáculo ímpar, foi lindo, a animação, o sorriso, a satisfação no rosto de cada jovem, isso é muito gratificante para nós que queremos deixar para os nossos filhos essa tradição, essa coisa gostosa que vem do povo. Aquilo que faz você sorrir é muito bom”, afirmou Tanabi, gerente de Políticas Culturais da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá.

 

O Concurso de Quadrilhas Juninas é organizado todos os anos pela Prefeitura de Corumbá com o objetivo de estimular e valorizar a cultura popular e a prática da dança de quadrilhas no maior São João do Centro-Oeste.