Seminário abre campanha contra exploração sexual de crianças e adolescentes

A campanha do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes vai ser lançada na quinta-feira, 11 de maio, em Corumbá, com realização de um seminário. A iniciativa visa a criação do Comitê para elaboração do Plano Municipal para enfrentamento da violência sexual contra criança e adolescente. O lançamento será no Sindicato Rural de Corumbá, na avenida General Rondon, a partir das 14 horas. A data é celebrada anualmente em 18 de maio.

 

O seminário de abertura da campanha contará com a palestra “Violência contra crianças e adolescentes”, feita pela doutora Cláudia Araújo de Lima (UFMS), debates, e a criação do Comitê para Elaboração do Plano Municipal para Enfrentamento da Violência Sexual Contra Criança e Adolescente.

 

A campanha segue com palestras para alunos do 7° ao 9° anos das escolas municipais, estaduais e privadas (de 15 a 17 de maio). Na terça-feira, 16 de maio, às 09h, será realizada mobilização nos territórios do CRAS com panfletagem na fronteira e entrada da cidade.  No dia 17, às 09h30, será promovida panfletagem na área central de Corumbá.

 

Para a quinta-feira, 18 de maio, Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, está programada passeata e divulgação do resultado do Concurso de Frases – entre 08h e 10 horas – na praça da Independência. O concurso de frases para alunos da rede oficial de ensino começou no dia 09 e vai até dia 15 de maio.

 

O dia 18 de maio

 

Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos.

 

Com a repercussão do caso, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência.