Procon e Banco do Brasil discutem alternativas para diminuir espera nas filas

Na tarde desta quinta-feira, 25 de maio, a diretora-executiva do Procon, Andrea Sampaio, recebeu o Superintende Regional do Banco do Brasil, Gláucio Zanettin Fernandes. As principais pautas foram relativas às demandas de reclamações do banco na cidade, como desabastecimento dos caixas eletrônicos e filas.

 

Com objetivo de estreitar o relacionamento institucional, minimizar tempo de espera para resolução de problemas e tornar mais frequentes as conversas para um trabalho de prevenção, o Banco do Brasil apresentou alguns projetos de soluções viáveis e de resultados a curto prazo.

 

O Procon fiscaliza todos os bancos da cidade, e sempre orienta os consumidores a sacar o menor número possível de dinheiro, para evitar andar com altos valores e, até mesmo, aproveitar as ferramentas virtuais oferecidas pelas instituições bancárias, como transferências, pagamentos de boletos através de smartfones, utilização de cartões de débito, entre outros. Essas ações diminuem o número de valores sacados e não evitam o desabastecimento.

 

Outro assunto abordado no encontro foi o tempo de espera na fila do banco para atendimento. “Estamos criando métodos de melhoria para agilizar o atendimento e não deixar o consumidor esperando” frisou Gláucio Fernandes.

 

Andrea Sampaio explicou a necessidade desse tipo de ação, “estreitando as conversas, conseguimos entender a forma de trabalho destas instituições para uma melhor orientação aos consumidores”.

 

O Procon está elaborando projetos de educação e conscientização à consumidores e fornecedores para diminuir número de demanda ao órgão e agilizar atendimentos com viabilidade sem onerar nenhum a instituição pública.