Prefeitura lança programa que garante meia-entrada a jovens

Na tarde desta quarta-feira, 31 de maio, o programa “Identidade Jovem” foi lançado em Corumbá. A ação foi realizada pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos por meio da Coordenadoria de Políticas Públicas para a Juventude e da Subsecretaria de Políticas Públicas para a Juventude de Mato Grosso do Sul. Apresentar os benefícios estabelecidos no Estatuto da Juventude e disponibilizados pelo Governo Federal com apoio dos Estados e Municípios foi a finalidade do evento.

 

O “ID Jovem” é documento que garante à juventude de baixa renda, entre 15 e 29 anos, o direito à meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos, como também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015. O beneficiado terá direito a quatro vagas em viagens para fora do Estado, sendo duas gratuitas e duas com desconto de 50%. Vai assegurar também gratuidade na inscrição para o Enem e na emissão da carteira de identificação estudantil, além de descontos em viagens realizadas em embarcações e trens.

 

“É um programa federal que Corumbá vai aderir para beneficiar nossa juventude. Temos 11.850 de jovens no município com perfil para se cadastrarem no ID Jovem”, afirmou Beatriz Cavassa, secretária Especial de Cidadania e Direitos Humanos. Para ter direito, o interessado, além de estar na faixa etária, deve ter Número de Identificação Social (NIS), estando inserido no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal. Deve ter renda familiar de até dois salários mínimos e não necessita ser obrigatoriamente estudante. Quem tem perfil, mas ainda não está inserido no CadÚnico, basta procurar pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo. Para obter o “ID Jovem”, as informações junto ao Governo Federal devem estar atualizadas há pelo menos 24 meses.

 

Em Mato Grosso do Sul, cerca de 200 mil jovens estão aptos a receberem o benefício. O programa, criado em 2015, foi lançado no Estado em abril deste ano. “Já percorremos várias cidades, esse mês a gente atinge 50% dos municípios do Estado. Vamos finalizar em junho. Viemos para qualificar o técnico da Assistência Social e mostrar para o jovem que ele tem esse direito. Às vezes, eles têm vários benefícios de programas que existem, mas que não conhecem”, afirmou Tiago de Freitas Santos, subsecretário de Políticas Públicas para a Juventude de Mato Grosso do Sul.

 

Como conquistar o benefício


A emissão do “ID Jovem” será por meio virtual, através de aplicativo para smartphone. É necessário ter em mãos o número do NIS. Se o jovem não tiver o celular para acessar o aplicativo, ele pode entrar no site da Caixa Econômica Federal e no link “benefícios”, procurar por “ID Jovem” e realizar o seu cadastro. É só imprimir o documento que vai conter o QR Code, com o qual o jovem poderá garantir seus direitos. Esse documento tem validade de 180 dias. Passada a validade, ele deve refazer o cadastro, para constatar que ele continua no perfil de beneficiário. A emissão do “ID Jovem” é totalmente gratuita.

 

“Sem dúvida é um grande benefício. Tem jovem que quer viajar e ele sabendo que tem a gratuidade para conhecer outro Estado, assistir a um jogo de futebol, ele tem direito a ir de graça e ainda assistir ao jogo com ingresso com desconto. Você pode usufruir desse direito em todo o Brasil. Vou deixar bem claro que o benefício com relação ao transporte é só para viagens interestaduais, para fora do Estado, portanto, daqui para Campo Grande não pode”, frisou o subsecretário estadual Tiago de Freitas Santos.

 

Durante o lançamento do programa em Corumbá, o coordenador da Caravana ID Jovem de Mato Grosso do Sul, Rafael Rodrigues, explicou tudo sobre o benefício e tirou dúvidas. “É, sem dúvida, um dos melhores programas voltados para a juventude e já atingiu mais de 40% dos municípios do Estado”, afirmou.

 

Para Adelma Galeano, assessora de políticas públicas da Assistência Social de Corumbá, a iniciativa é muito interessante. “É mais um programa social muito bom, principalmente pela parte cultural que o jovem vai ter acesso”, opinou. A estimativa é que este programa beneficie 15,5 milhões de brasileiros que pertencem a famílias cadastradas no CadÚnico.

 

Diego Pereira Coelho, coordenador de Políticas Públicas para a Juventude de Corumbá, afirmou que o objetivo é divulgar bastante o “ID Jovem” para que todos os jovens de baixa renda tenham acesso. “O programa é importante porque eles vão ter mais acesso à cultura, ao esporte, ao lazer. Sendo de baixa renda, eles não têm muitas oportunidades, e o ID Jovem é para isso, para eles terem mais acesso. Vai ser algo muito grandioso para eles. Se depender da gestão Ruiter, todos os 11.850 mil aptos vão ser inseridos no programa”, garantiu Diego.